Pride

Aos 74, avó é informada sobre nome social de neto trans Téhh Queiroz e reação é MUITO fofa


Por Neto Lucon

Stevan Queiroz, mais conhecido como o cover e empresário Téhh Queiroz, revelou nas redes sociais como foi que sua avó, Catia Evangelista da Silva, de 74 anos, descobriu que ele é homem trans e que não se chamava mais com o nome antigo. E a reação dela foi mega fofa.

Catia simplesmente disse: “Por que só me disse agora? Estava te chamando errado então! Vem aqui, anota para mim no papel o seu nome para eu decorar e poder te chamar certinho”.

Em conversa com o NLUCON, ela afirmou que não vê nada de errado em ter um neto trans (e não tem mesmo!). “Neto ou neta tanto faz. Ser avó dele para mim é muito gratificante, eu tenho orgulho de ser avó dele, de ter a família que tenho. O amor não se abala, é incondicional. Ou ama ou não ama e eu o amo independente de qualquer coisa. Ele é meu neto e eu o amo com todo meu coração”.

Ela afirma que há algumas décadas não era tão comum encontrar pessoas que revelavam ao mundo que eram trans – sobretudo os homens trans – mas que ela sempre soube que há pessoas que não se identificam com o gênero designado no nascimento.

“Sei que tem bastante, mas nunca tinha conhecido ninguém, nunca fiquei sabendo de ninguém próximo. As pessoas se escondiam, ninguém contava, ninguém se abria, o preconceito era muito. Não se comentava no assunto, era um verdadeiro tabu. A primeira vez que fiquei sabendo de alguém do meio LGBT foi em um hospital em que eu trabalhava, já adulta”.

Ela declara que os tempos mudaram “sem dúvida” e que, apesar do preconceito ainda existir, muita gente já começa a ver as pessoas trans com maior naturalidade.

Sorte de Téhh, que veio privilegiado com uma avó tão acolhedora, respeitosa, fofa, informada e com o espírito (e a aparência!) renovadas como a dela. “Ela vai ficar feliz em saber. Ela se veste, se maquia sem essas normas que falam sobre idade. Ela diz que, caso sempre se veja como jovem, ela nunca vai envelhecer”. Está mais uma vez certa! "É muito amor envolvido". 


About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.