Header Ads

Transserviços

Competidor sofre transfobia em “No Limite”, mas adversário acaba se dando muito mal


Zeke Smith (foto acima), competidor do reality show Survivor (o No Limite norte-americano), foi vítima de transfobia de um adversário. Pouco antes da votação que eliminaria um, Jeff Varner revelou aos demais participantes que Zeke é um homem trans e que, por conta disso, mereceria ser eliminado.


Jeff afirmou que Zeke é homem trans
e "enganação"
No programa exibido na quarta-feira (12), Jeff chegou a chamar Zeke de “enganação” para se salvar da eliminação e convencer os demais competidores. Porém, a estratégia marcada por transfobia revoltou os demais competidores, que acabaram votando pela saída dele da ilha do Fiji.

Já na cerimônia de eliminação, o competidor pediu desculpas. E no Twitter, ofereceu as “suas mais profundas e sinceras desculpas”.

O apresentador Jeff Probst declarou à mídia local que foi um dos momentos mais tristes e dolorosos sobre o comportamento humano presenciados no reality show. “Você simplesmente não faz isso com outras pessoas”.


Porém, além de ser eliminado do programa, Jeff também foi demitido da Allen Tate Realtors, companhia do ramo imobiliário, pois a empresa não quer ter nenhuma relação com esse tipo de comportamento. Ele tentou se justificar dizendo que imaginava que todos soubessem, elogiou as qualidades do colega e prometeu usar os seus privilégios para ajudar na luta trans.



Para quem não lembra, o programa No Limite, exibido pela primeira vez no Brasil em 2000, é baseado no Survivor. O reality show testa os limites de sobrevivência e provas dos participantes em um lugar distante ao ar livre. As eliminações ocorrem após a perda de prova em um portal, onde os próprios participantes decidem o eliminado. No Brasil, nenhuma pessoa trans participou nas quatro edições.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.