Header Ads

Tailor: Filme feito por profissionais trans aborda história de cartunista trans e pessoas desenhadas por ele


O filme brasileiro Tailor, do diretor trans Calí dos Anjos, é uma das novidades que mostram visibilidade e representatividade trans. Com live action e animação, ele aborda a história do cartunista trans Orlando Tailor e das pessoas trans que foram desenhadas por ele.

Antes de estrear em festivais, a primeira exibição ocorre nesta terça-feira (11), às 19h, no Território Inventivo Benedito Hipólito, Centro do Rio de Janeiro. Patrocinado pelo RioFilme e parte do projeto Curta na Central, da Mídia Ninja, a entrada é gratuita e conta com bate-papo com a equipe e DJ. "Estou ansioso, espero que venha muita gente", diz Calí ao NLUCON

No trailer, Tailor afirma que começou a fazer os quadrinhos num período em que estava deprimido e que precisava fazer alguma coisa para se ocupar e sair daquela situação. Depois, os relatos de Tertuliana Lustosa, Bernardo Castro e Miro Spinelli vão mostrando a pluralidade de histórias e relações com gênero numa sociedade cisnormativa.

Tertuliana fala sobre o desafio de romper com as imposições culturais, da medicina e de gênero, que são fixas e binárias. Miro relata que procurava no Google páginas de homens cis que aplicavam testosterona e que percebeu que sua masculinidade passava por outros lugares. Bernardo conta sobre a experiência de se revelar trans para o filho: “E se sua mãe fosse um homem transexual?”. O filho só perguntou se poderia continuar o chamando de mãe.



REPRESENTATIVIDADE

Produzido pela Suma Filmes, Tailor também traz uma importante mensagem sobre representatividade, muito discutida atualmente e pouco colocada em prática. Ele conta com nove pessoas trans na ficha técnica. Sim, nove. E isso não seria algo para se destacar, se fosse comum em outros trabalhos.

Calí, por exemplo, é a primeira pessoa trans a ganhar um edital público de audivisual no país. "A quantidade de pessoas trans trabalhando com audiovisual é mínima, mas sinto que essa realidade está mudando. Tenho notícias de outras pessoas trans ganhando editais e trabalhando com audivisual. Por essa falta de oportunidade, sempre peço para as pessoas cis que forem fazer projetos sobre o tema chamarem pessoas trans para trabalharem e serem cabeças dos projetos", afirma. 


Na página oficial do filme, o cartunista traz a mensagem: “Pessoas trans trabalharam no roteiro, na direção, no som direto, na mixagem, na assistência de fotografia, na trilha sonora, na ilustração e na tradução para libras. Aproveito o ótimo resultado para fazer um pedido para as pessoas cis que querem fazer filme sobre nossas experiências. Chamem pessoas trans para trabalhar”.

Ele diz que a população trans quer ser protagonista da própria história, da memória e da luta. “Não queremos ela apropriada. Nós, mais do que ninguém, sabemos das nossas dores, das nossas conquistas, das nossas demandas e também onde nós nos diferenciamos, afinal somos pessoas únicas”. O resultado mostra que é isso que os e as artistas trans estavam falando e precisando.

Que o filme seja um sucesso nos festivais e um exemplo a ser seguido em outros trabalhos! (para saber de futuras exibições e outras informações, clique aqui e curta a página oficial do filme no Facebook)

Assista ao trailer:



FICHA TÉCNICA:

Direção - Calí dos Anjos
Produção Executiva - Bia Medeiros
Direção de arte, animação e storyboard - Raissa Laban
Roteiro - Debora Guimarães e Calí dos Anjos
Participação no roteiro - Letícia Simões
Direção de Fotografia - Bia Marques
Assistente de Câmera - Cauê Monteiro
Figurino - Daniela Avellar
Técnico, mixagem e edição de som e ruidagem - Gustavo Ruggeri
Edição - Vinicius Nascimento
Colorização - David Argentino
Personagens: Orlando Tailor, Tertuliana Lustosa, Bernardo Castro e Miro Spinelli.
Ilustração - Stephany Trindade e Jonathan Menezes
Participação na ilustração - Camila Fernandes, Nicole Schlegel, Sarah Karine, Calí dos Anjos, Alexis Auler, Marina Ávila, Caio Santos, Andrea Garcia, Felipe Pinheiro Araujo, Raissa Laban, Claudia Bolshaw / coordenadora N.A.D.A Puc-Rio, Lara Pogrebinschi, Marina Barrocas, Mei Klein, Bruno Biolchini, Matheus Amorim, Melissa Matos, Isabella Guaríglia
Animação - Raissa Laban
Participação na animação - Bê Leite, Vivian Lameu, Thiago Macedo, Marina Ávila, Rafael Drelich, Hugo Benchimol
Trilha Musical - Natalia Carrera
Libras - Alessandra Ramos
Finalização - Bê Leite e Raissa Laban
Ator (filho) - Nico Silva
Apoio: N.A.D.A Puc-Rio

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.