Header Ads

Izabele Coimbra tropeça em resposta, empata e leva o Miss T Brasil 2017


A candidata Izabele Coimbra foi coroada na noite de sexta-feira (21) a Miss T Brasil 2017. Representando Minas Gerais, ela participou do concurso pela segunda vez e conquistou os jurados com sua beleza e desenvoltura nos desfiles que ocorreram no Teatro Santo Agostinho em São Paulo.

Desde quando foram anunciadas as misses, Izabele era apontada como uma das favoritas. Ela arrasou nos desfiles do traje de gala e de banho. E só tropeçou em resposta feita pelo humorista Christian Pior em uma intervenção fora da programação.

Na pergunta, Izabele foi questionada sobre um político conhecido por falas transfóbicas e se ele representa parte da sociedade hipócrita. Ela simplesmente disse: “Eu acho que ele é isso que você falou” e entregou o microfone, deixando que outra miss respondesse.

Em outro momento, todavia, ao responder a resposta de Michelly Xis, ela defendeu que lutava por igualdade e que tenta a cada dia ser uma pessoa melhor.

Ao fim, empatou com a miss Mariana Melo, da Paraíba. O desempate ocorreu na hora. Nas redes sociais, a miss eleita agradeceu o apoio que recebeu das pessoas que torciam por ela. “Pessoal, vocês são incríveis. Obrigada a todos por todo esse carinho e confiança. Obrigada por acreditarem em meu potencial”.
Izabele Coimbra e Mariana Melo
O Miss T Brasil 2017 ainda prestigiou e premiou outras misses em categorias distintas. A miss Atina Lima (da Paraíba), por exemplo, conquistou a todos pela beleza e também pela simpatia, sendo escolhida a Miss Simpatia. 

Mariana Ferreira (Rio Grande do Sul) foi avaliada e julgada como a Miss Elegância e o belo vestido de Carol Melo (Ceará) rendeu a ela o título de “Melhor Vestido”. 

Uma forma de reconhecer o empenho e investimento das candidatas em outros quesitos, não deixá-las ir embora sem nenhum título e ainda dar incentivo para futuras tentativas - como ocorre em outros concursos. 


As eternas misses Marcela Thomé (Ohio), a primeira Miss T Brasil e a única a vencer o Miss International Queen na Tailândia, Rafaela Manfrini, que venceu o Miss Trans Star International, Valesca Dominik, a Miss T Brasil 2014 e vice no MIQ 2016 e Náthalie Oliveira, a Miss T Brasil 2015 e vice no MIQ 2017 também fizeram participações. 

Marcinha do Corinto
Além de Marcinha do Corinto, que é campeã de concursos de beleza no Brasil e no mundo. Tanto Marcinha quanto Marcela fizeram uma performance artística e animaram o público. 

A apresentadora Gretta Star afirmou que Marcinha é um exemplo a ser seguido pelas misses da nova geração. "Está com show marcado em Terezina e na Suíça".

Vale lembrar que em 2013, quando participou pela primeira vez, Izabele Coimbra ficou em terceiro lugar e foi à mídia lamentar a colocação e dizer ser vítima de injustiça. Quatro ano depois, ela volta ao concurso e realiza o sonho de ser miss e de carregar a faixa e coroa. 

Beleza, charme e elegância ela tem de sobra para representar o Brasil no Miss International Queen 2018, na Tailândia. Só precisa investir no discurso e lapidá-lo quando o assunto é política e direitos da população trans, afinal o Brasil é o país que mais mata travestis e transexuais no mundo.

Dá um close nela:



Um comentário

jonatanxp disse...

nao teve video do concurso?

Tecnologia do Blogger.