Header Ads

Transserviços

O adeus de Moa Selia, a 1ª vereadora transexual a presidir uma Câmara do Brasil


Moa Selia Filho – a primeira mulher transexual a ocupar a presidência de uma Câmara Municipal no Brasil – morreu aos 60 anos na noite do último sábado (06). Ela estava internada no hospital São Bernardo em Colatina, Espírito Santo, teve uma pneumonia grave e morreu por falência múltipla de órgãos.

Ela foi eleita vereadora de Nova Venécia pela primeira vez em 2004, sendo reeleita em 2008 e 2012. Entre 2006 e 2008, Moa fez história ao se tornar presidenta da Câmara Municipal. Seu slogan era “Transparência e diferença”.

A ex-política iniciou a vida profissional como contadora, artista plástica e durante mais de 25 anos trabalhou como cabeleireira. Foi vereadora por três mandatos na Câmara de Nova Venécia e se firmou como uma das políticas e personalidades mais importantes do município.

Em entrevista ao extinto Programa do Jô, da TV Globo, Moa disse que sua bandeira foi da moralização na política. Ela também brigava para que houvesse mais mulheres ocupando as cadeiras na Câmara e alegou que o maior preconceito que sofria não era por ser trans, mas por ser honesta.

“É quase impossível moralizar a política, eu tentei e estou tentando. Mas é muito mais vergonhoso do que a gente pensa aqui fora”, declarou ela, destacando a morosidade da justiça nas denúncias feitas.

Ao comentar sobre a vida pessoal, ela afirmou que mora com a mãe, que a família sempre a aceitou e que viveu relacionamentos longos. Tanto que um de seus ex-maridos trabalhava como seu motorista. Questionada, ela disse que não pensava em passar pela redesignação sexual (genital) e frisou que sexo não está na genitália, mas na mente.

Após anunciar a morte, a página oficial da ex-vereadora no Facebook deixou a mensagem: “Moa se despede deixando uma grande lição de vida onde provou que é possível defender a ética, a moral e a honestidade, independente da raça, religião ou orientação sexual. E deixa além de saudades um grande legado para o nosso país”.

O velório ocorreu no domingo (07) na Capela Mortuária em Nova Venécia e o enterro no Cemitério São Marcos. Estiveram presentes o prefeito de Nova Venécia, Mário Sérgio Lubiana (PSB), o ex-prefeito Walter De Prá, e o atual presidente da Câmara de Nova Venécia, Antônio Emilio Abreu Dias Borges (PPS).

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.