Pop e Art

Saiba onde as e os artistas trans vão se apresentar na Virada Cultural 2017 em SP

Renata Peron, Caio Jade, Danna Lisboa, Raquel Virgínia e Renata Carvalho

Por Neto Lucon

A Virada Cultura de 2017, que ocorre neste sábado e domingo (20 e 21) em São Paulo, terá a presença de várias artistas trans – travestis, mulheres transexuais, homens trans e não-binários. E dentre as atrações haverá o lançamento do Coletivo T, que aborda a importância da representatividade e oportunidade. 


“O coletivo nasceu da necessidade da gente reivindicar a representatividade trans nas artes. Então são vários artistas trans que vão ocupar esse palco, cantando, se apresentando juntos, com performances, canto, teatro, em uma costura performática e artística”, diz a atriz Lua Lucas ao NLUCON.

As performances do Coletivo T ocorrem neste sábado (20) no Palco Cabaré República, em frente ao edifício Itália. Às 19h, estarão Lua Lucas, Renata Carvalho, Renata Peron e Verónica Valenttino. Irão tocar a banda formada por André Perine (baixo), Julio Cesar (guitarra) e Cássio dos Santos (bateria).

Às 21h, o elenco de artistas trans é formado por Bruna Kury, Danna Lisboa, G Porto Pyrata, Caio Jade, Lua Lucas, Renata Carvalho, Etyelly Fernandes e Suzy Muniz. O DJ Lavine é responsável pelas músicas. A direção é de Renata Carvalho, produção do Núcleo Corpo Rastreando. “Pelo fim da transformia, pela normalização, humanização e aceitação dos nossos corpos e identidades, bem-vindos ao traviarcado”, diz o chamamento. 
Lua Lucas por André Medeiros

"É uma alegria essa apresentação, tendo em vista que é a minha formação, gosto de estar no palco e que não tive muitas oportunidades. Também é importante para o coletivo porque é a primeira vez que a gente está se colocando. E dar o primeiro passo, ocupar, fazer denúncias, principalmente no momento político que a gente está, com a cultura congelada e um com um governo golpista, é difícil. Principalmente sendo uma população que vive à margem. Parece que temos que lutar em dobro", diz Lua. 


AS BAHIAS E LINIKER

Se você é fã, ama o som e a voz das cantoras Liniker e/ou das Bahias e a Cozinha Mineira deve se dirigir às 18h deste sábado (20) para o palco da Chácara do Jockey, Avenida Professor Francisco Morato, 5300. As três farão performances no palco. 

Liniker e os Caramelows se apresenta às 18h, cantando os maiores sucesso como Zero, Caeu e Louise du Brésil. Logo após, às 20h30, é a vez de as Bahias e a Cozinha Mineira fazerem a sua apresentação com a participação especial de Tulipa Ruiz.
As Bahias e a Cozinha Mineira: às 20h30 de sábado (20) no palco Chácara do Jockey
Liníker estará às 18h de sábado (20) no palco da Chácara do Jockey

LINN DA QUEBRADA


No domingo (21) não tem desculpa para perder o show da incrível Linn da Quebrada. Ela se apresenta às 18h no palco Cabaré Queen, no Copan, cantando os hits Enviadescer, Bixa Preta e Blasfêmea. Muito lacre, ferveção e consciência política!

Vale lembrar que MC Linn Da está fazendo um financiamento coletivo para a produção e o lançamento do primeiro álbum de sua carreira, Pajubá. Você pode saber mais sobre o trabalho, conferir algumas músicas e contribuir com o trabalho clicando aqui.

Tem outros e outras artistas trans se apresentando na Virada? Deixa um comentário que a gente inclui! ;)

A incrível MC Linn da Quebrada estará no domingo no palco Cabaré Queen, no Copan

About Neto Lucon

Jornalista. É formado pela Puc-Campinas e pós-graduado em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Escreveu para os sites CARAS Online, Virgula e Estadão (E+), Yahoo!, Mix Brasil, no jornal O Regional e para a revista Junior. É autor do livro-reportagem "Por um lugar ao Sol", sobre pessoas trans no mercado de trabalho. Tem quatro prêmios de jornalismo, sendo dois voltados para as questões trans, Claudia Wonder e Thelma Lipp

0 comentários:

Tecnologia do Blogger.