Header Ads

Transserviços

Suspeito de matar travesti Ketlyn Miranda confessa crime e é liberado pela polícia no CE


O servente de pedreiro Cícero Ribeiro, de 22 anos, confessou na quarta-feira (17) ter sido o responsável por assassinar a facadas a travesti Ketlyn Miranda, de 31 anos, no último sábado (13) em Juazeiro do Norte, Ceará. Porém, foi liberado pela Polícia Militar.

O delegado Giovane Aquino afirmou que, apesar de ter confessado o crime, Cícero não foi preso porque não houve flagrante ou mandado de prisão. Mas declarou que ele pode ser preso nos próximos dias caso seja representado por uma medida cautelar.

A Polícia Militar chegou até ele por conta das características que testemunhas falavam sobre o autor do assassinato. A Divisão de Homicídios foi na casa dele na manhã do dia 17 e conseguiu conduzi-lo até a Delegacia Regional de Juazeiro do Norte (20ª Região) . Lá, ele admitiu que matou Ketlyn a facadas e que estava bêbado e drogado.

Ele declarou que cometeu o crime por legítima defesa. Segundo Cícero, a vítima teria percebido que ele estava com uma faca peixeira na cintura e tentou tomar posse do instrumento. Porém ele teria sido mais rápido e a assassinou com dois golpes, um deles quando a vítima estava no chão. O delegado não acredita nessa versão.
Vítima tinha 33 anos e já relatou outros casos de transfobia

A família de Ketlyn diz que ela já alegou inúmeras vezes sofrer preconceito e diz que a motivação foi a transfobia. Nayara Soares, sobrinha da vítima diz: “Saber que ela foi assassinada pelo preconceito e pela intolerância faz com que a morte seja menos aceitável. A gente pede muito por justiça para que esse caso seja resolvido e também pedimos para que as pessoas tenham mais amor e respeito pelo próximo”.

Movimentos LGBT, como a Associação de Defesa, Apoio e Cidadania LGBT de Cariri, repudiaram a liberação do acusado exatamente no Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia e Transfobia. 

Um comentário

TRANS DRIKA ALVES disse...

MATOU TEM QUE MORRER NAO INTERESSA COMO VAI MORRRER

Tecnologia do Blogger.