Header Ads

Após adotar dois filhos, casal gay formado por homens cis e trans fica grávido


Um casal gay de Portland, Oregon, está muito feliz desde que descobriu que um deles, que é homem trans, engravidou. Será o primeiro filho biológico de Trystian Reese e Biff Chaplow, que já são pais de dois filhos adotivos: Riley e Hailey.

ENTENDA: Tristen é um homem trans, ou seja, foi designado mulher ao nascer, mas se identifica com o gênero masculino e é um homem. O marido dele, Biff, é um homem cis - aquele que foi designado homem ao nascer e se identifica como tal. A gravidez ocorreu porque os corpos de ambos permitem que eles tenham filhos biológicos.


Em entrevista à imprensa, o homem trans Trystian revelou que em 2016 engravidou, mas que passou por um aborto espontâneo na sexta semana de gestação. Aos 34 anos, levando que seria a última chance de poder engravidar, ele afirma que está realizado por poder dar à luz seu filho.

Ele afirma que após o aborto planejava engravidar depois de um ano, mas como voltaria a passar pela hormonioterapia com testosterona sabia que poderia ter outras complicações. Então, eles decidiram tentar imediatamente. Demorou mais que a primeira vez, mas depois de seis meses o casal fez o teste e descobriu que estavam grávidos. 

Ao descobrir, ligou para a clínica e informou que eles receberiam um homem trans grávido e que se preparassem para respeitá-lo em sua identidade de gênero. Afinal, embora a gestação seja culturalmente atribuída a uma especificidade da mulher cis, há homens trans que ficam grávidos. E, como são homens, são pais que dão à luz seus bebês – não mães.

“Achei isso necessário, porque posso sentir alguém olhando meu rosto e procurando restos da feminilidade. Eles meio que arregalam os olhos e posso dizer que eles estão tentando tirar a minha barba e tentando me colocar como mulher em suas cabeças”, disse ele, que após a preocupação não tem enfrentado preconceito. “Achavam que eu estava lá para fazer algum teste de sangue. Sei que essas coisas não mudam magicamente”.

O médico que atende o casal diz que a gravidez está saudável.


PAIS INCRÍVEIS

É comum ao noticiar casos de paternidades de pessoas LGBT que questionem sobre o “futuro da criança”, como eles fossem automaticamente maus pais ou mães. É preciso dizer, portanto, que Biff e Trystan já tem experiência como pais desde que adotaram duas crianças em 2011.

Tudo porque a irmã de Biff e o namorado dela - um casal heterossexual cisgênero - foram considerados inaptos para cuidar deles devido a problemas de abuso de substâncias. Riley e Haley tinham o emocional abalado devido ao ambiente negligente, mas graças ao casal gays são felizes, saudáveis e amados.



Ou seja, são pais incríveis, amorosos, responsáveis. E muito felizes pela possibilidade de ter mais um filho - como você pode observar na foto acima.

Desejamos uma gravidez saudável e muitas felicidades!

2 comentários

Pedro Cardoso disse...

História maravilhosa

Anônimo disse...

Bora ver se vão ser héteros esse guri provando que a sexualidade deles não influi em nada nos guris.

Tecnologia do Blogger.