Header Ads

Cabeleireira trans de 53 anos é assassinada a tiros em sua casa no Aracaju, Sergipe



Por Neto Lucon

A cabeleireira Denise Rocha Melo, que era uma mulher trans de 53 anos, foi assassinada na madrugada de domingo (25) em frente de sua casa em Aracaju, Sergipe. O NLUCON divulga a triste notícia com informações da Antra.

De acordo com o boletim de ocorrência, dois homens cis em uma moto foram até a casa da vítima e, por meio das grades, dispararam cinco tiros e mataram Denise. O marido da vítima também foi atingido, mas não corre risco de morte.

O irmão da vítima, responsável pelo boletim de ocorrência, declarou que recebeu um telefonema dizendo que Denise havia sido baleada. Ele correu até o local e constatou que a irmã realmente foi vítima dos disparos e que havia morrido.

O delegado Mario Leony, da RENOSP LGBT (Rede Nacional de Operadores de Segurança Publica LGBT) está à frente das investigações. Alana Vargas, da Antra Sergipe, acompanha o caso. Segundo informações, os acusados já foram identificados, a polícia recolhe depoimentos para o caso, mas ninguém foi preso até o momento.

De acordo com Bruna Benevides, que é a responsável pelo mapa de assassinatos de pessoas trans da ANTRA, Denise foi morta duplamente, pois apenas o nome de registro e o "sexo masculino" está presente nos autos, como se ela vivesse como homem cis. “Sua identidade de gênero foi omitida, invisibilizada até mesmo por familiares. Dados que ficam sub notificados nas estatísticas oficiais”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.