Header Ads

Transserviços

O dia em que Nicette Bruno aos 84 anos engrossou o caldo contra a LGBTfobia familiar, na TV


A atriz Nicette Bruno fez nesta quinta-feira (22) um coro contra a LGBTfobia familiar no programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo. A declaração ocorreu logo depois que uma mãe declarou que não aceitaria que uma das filhas fossem lésbicas e que levaria em um especialista para mudar a orientação sexual.

Aos 84 anos, Nicette se mostrou bastante incomodada com o posicionamento da mulher e defendeu que a homossexualidade não é uma doença, que é uma característica individual de cada pessoa e que todos devem conviver bem.

“As pessoas não são iguais, não tem duas pessoas iguais. Cada um tem a sua individualidade, tem o seu caminho a seguir e todos devem conviver da mesma forma e da mesma maneira. Porque é curioso que fica se pensando, nesse caso da homossexualidade, como se fosse uma coisa estranha, uma coisa diferente, um defeito. Não é! Meu Deus, é a vida, é a individualidade da pessoa”, declarou.

A atriz também declarou que não é o filho que deve se modificar para o gosto do pai, mas que o pai deve se adaptar a cada um dos filhos. “Você pode ter dez filhos. Os dez serão diferentes. Você vai educá-los de acordo com a sua visão de família. Mas, para cada um, você precisa ter um sentido único, porque eles são diferentes. Então não são eles que precisam se modificar, você que tem que se adaptar a cada um deles, pois isso forma uma família, não é?“.

Fátima Bernardes tentou dizer que muitos pais não sabem lidar por conta da expectativa que criam em cima dos filhos, por isso muitos tem dificuldade de aceitar, mas Nicette voltou a arrasar. Ela defendeu que é, acima de tudo, uma questão de preconceito. “É um problema de preconceito, sim. Claro que isso já vem de muito tempo e isso é incutido nas pessoas desde muito cedo a ter esse preconceito”.

Obrigado Nicette!

Assista:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.