Header Ads

Transserviços

Rede Trans Brasil promove programação “TRANSada” na semana da Parada LGBT de SP

Gretta Brunet, da Rede Trans, divulga cartaz durante a Feira Cultural LGBT

Por Neto Lucon

A Rede de Pessoas Trans do Brasil (Rede Trans) promove nas vésperas da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo a Ação TRANSada, que visa discutir as demandas da população de mulheres transexuais, travestis e homens trans e alternativas para minimizar a vulnerabilidade.

Com o título “Parada Close é respeitar a identidade de gênero de pessoas trans”,a programação começou na quinta-feira (15) na Feira Cultural LGBT, conta roda de conversas na sexta-feira (16) e sábado (17) e finaliza no domingo (18) com a Parada.

Nesta quinta-feira, das 14h às 15h30, ocorre a “Conversa TRANSada” sobre assistência, saúde, educação e trabalho. Mediados por Rebecka de França, participam Liliane Caetano, do Conselho Federal de Serviço Social, Janaina Lima - Coordenadora Adjunta da Coordenação LGBT do Município de SP, Luiz Fernando - Núcleo de Homens Trans da Rede - Symmy Larrat - ex-coordenadora do programa Transcidadania e Tathiane Araújo - presidenta da Rede Trans.

Das 15h30 às 17h, o debate falará sobre Segurança Pública, Justiça e Legislativo. Os debatedores serão Ângela Pires Terto - assessora de direitos humanos da ONU BRasil/ DF, Sayonara Nogueira, da Rede Trans Brasil / MG, Dediane Souza - Coordenadora Executiva de políticas LGBT do Município de Fortaleza – CE, Leo Moreira Sá - ator, Samila Aires - coordenadora de cultura da Rede Trans Brasil. A mediação é de Eduarda Lacerda, Rede Paraense de Pessoas Trans.

Após uma pausa para um lanche, as atividades retornam às 17h15 para abordar a conjuntura da política de prevenção às ISTs, Aids e Hiv para a população de pessoas trans. A mediadora será Isabely Carvalho e a participação será de Eduardo Luiz Barbosa - Coordenador do Centro de Referência e Defesa da Diversidade - Pela Vida/SP, Rafaelly Wiest - Transgrupo Marcela Prado - Rede Trans Brasil / PR, Gil Casimiro - Departamento Nacional de IST/AIDS e H.V. / Ministério da Saúde, Cristiany Beatriz - Secretária Centro Oeste da Rede Trans Brasil, Brunna Valin - Articuladora Rede Trans Brasil.

O Encontro ocorre no Novo Hotel São Paulo, Jaraguá Conventions, na Rua Martins Fontes, número 71, em São Paulo.
Cristiany Beatriz, da Rede Trans, participará do debate sobre ISTs

NO SÁBADO

No sábado, vai ocorrer das 14h às 18h uma reunião estratégica diretiva e estrutural da Rede Trans Brasil. O local será no Centro de Referência e Defesa da Diversidade, na Rua Major Sertório, número 294, Vila Buarque, em São Paulo.

E às 20h, a Rede vai lançar o questionário “Perfil da População de Travestis e Transexuais Brasileiras” (saiba mais aqui), em parceria com o CRD, Pela Vidda SP, Prefeitura de São Paulo e parceiros. Além da pesquisa que está rolando online, serão aplicados os questionários nos pontos de profissionais do sexo travestis e transexuais de São Paulo.

NA PARADA

Já no dia da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, que ocorre no domingo (18) na Avenida Paulista, a Rede prepara às 13h um ato para falar sobre o título de o Brasil ser o “país que mais mata travestis e transexuais no mundo”.

A ação educativa é da Rede Trans com o Grupo de Trabalho Identidade Trans da Associação da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo.


A ação TRANSada ocorre em parceria com a Associação da Parada, ONU, Centro de Referência e Defesa da Diversidade, SUS, Ministério da Saúde, Governo Federal, Pela Vidda, E Somos Iguais. Compareça! 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.