Header Ads

Travesti Carla Viana morre três dias após ser espancada e esfaqueada no Alagoas


POR NLUCON

A travesti Carla Viana resistiu três dias desde que foi espancada e esfaqueada no domingo (25) na saída de um bar no bairro do Clima Bom, em Joaquim Gomes, Alagoas. Ela morreu nesta quarta-feira (28) no Hospital Geral do Estado em decorrência da agressão.

De acordo com o boletim de ocorrência, Carla passou a tarde de domingo bebendo na companhia de amigos. Ao sair, foi cercada por cerca de quatro homens, surrada e esfaqueada em frente a garagem de ônibus de uma empresa local. Eles pararam antes que ela morresse.

Carla foi socorrida e levada ao Hospital Geral do Estado, sendo submetida a procedimento cirúrgico. Com estado geral considerado grave, ela ficou os últimos três dias de sua vida entubada e sedada.

De acordo com o site Alagoas 24h, a Delegacia de Homicídios ainda não identificou ou prendeu os autores da agressão. Não se sabe as motivações do crime, porém cogita-se que ela tenha sido vítima de um crime de transfobia. As imagens do circuito de segurança da empresa do ônibus podem contribuir com as investigações.

A vítima residia na cidade de Joaquim Gomes, morava na companhia da avó e, segundo amigos, era uma pessoa alegre, cheia de sonhos e participava das festividades da cidade. Ela ainda não havia conseguido retificar o nome e o gênero da documentação. 

 Foi a 19ª LGBT que foi assassinada neste ano no Alagoas, declarou o Conselho Municipal dos Direitos De Cidadania.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.