Header Ads

Transserviços

8º TRANSarau ocorre neste sábado com oficina, rodas de conversa e muitas atrações em SP

Alice Guurl, Animalia e Mona e Outros Mares
POR NLUCON

Como mais uma ação de luta, resistência e fervo, o 8º TranSarau ocorre neste sábado (15), das 14h às 22h, na Ação Educativa (Rua General Jardim, 660), São Paulo, “no país que mais mata travestis, transexuais e transgêneros no mundo”.

O evento é organizado pelo Cursinho Popular Transformação. E é o primeiro produzido integralmente pelos estudantes numa afirmação efetiva durante a Semana de Formação em Direitos Humanos e Educação Popular.
Banner do TranSarau com apoiadores

Das 14h às 17h, vão ocorrer diversas oficinas e rodas de conversa sobre diversos assuntos que permeiam as identidades trans – como transgeneridade e gordofobia, HIV e racismo. Nelas, militantes, transativistas e transfeministas, bem como Daniela Andrade, Hailey Kaas e Neon Cunha.

Das 18h em diante, haverá as apresentações artísticas, como Animalia, Mona e Outros Mares e Alice Guurl. “A nossa proposta é dinamitar e deSCUlonizar as estruturas do poder cissupremacista, fazer valer as desobediências de gênero, raça e classe que dão o nome, varreni a moral magro-cristã e os cistumes”, informa a page do evento.

Vale a pena conferir e confirmar a presença clicando aqui! A entrada é gratuita.

Confira o que vai rolar:

Roda de conversa: Transgeneridade e Negritude
Com: Carlos Eduardo Oliveira, Ericah Azeviche, Érika Hilton e Neon Cunha
Sobre: Sendo uma pessoa trans e negra, é possível falar de negritude e resistências frente ao racismo institucional sem falar de transgeneridade? Como entrelaçar estes dois pertencimentos? O que decorre quando o racismo encontra a transfobia? Como pensar as questões de gênero e raça entrelaçadas de modo a incluir pessoas cisgêneras LGBT?
Organização: Cursinho Popular Transformação e A Revolta da Lâmpada.

Roda de conversa: Transgeneridade e Gordofobia
Com: Gustavo Bonfiglioli e Hailey Kaas.
O que acontece quando a gordofobia encontra corpos e identidades de gênero que não se conformam à norma? Quais são as discussões que podemos acionar ao falar de gordofobia associada à LGBTfobia? Que debate podemos fazer quando entrelaçamos fobias?
Organização: Cursinho Popular Transformação e A Revolta da Lâmpada

Roda de conversa: Transgeneridade e HIV
Com Brunna Valim, Carué Contreiras e Coletivo Loka de Efavirenz.
Como combater dentro e fora do movimento LGBTQIA visões equivocadas sobre pessoas vivendo com HIV? Como discursos sorofóbicos contribuem para consequências desastrosas em matéria de direitos humanos e políticas públicas para pessoas que vivem com HIV? Quais são os limites entre pessoas LGBT positivas e negativas? O que acontece quando as fobias LGBT encontram com a sorofobia direcionada à pessoas LGBT que vivem com HIV? Pretendemos falar sobre a noção de higienização que está por trás da discriminação e do preconceito que relacionam ideias de degeneração, descontrole e promiscuidade com pessoas vivendo com HIV. Quando falamos em políticas públicas, basta distribuir preservativos? Provocações como estas estarão presentes no debate. Organização: Cursinho Popular Transformação e A Revolta da Lâmpada

A INSERÇÃO DA POPULAÇÃO TRANS E TRAVESTI NO MERCADO DE TRABALHO
Com Daniela Andrade, idealizadora das plataformas Transempregos e Transerviços, que conectam profissionais trans a oportunidades de trabalho e Erica Malunguinho idealizadora da Aparelha Luzia, quilombo urbano no centro de São Paulo.
Organização: Bazar das Poderosas

Oficina de poesia: Com Patrícia Borges Maravilhosa
A oficina de poesia TransVersa é ministrada por Patrícia Borges, poeta da "Antologia Trans", coordenadora do Cursinho Popular Transformação e apresentadora do TRANSarau. A metodologia é inspirada em buscar vivências dos/as participantes em dinâmicas, abusando do repertório já construído até o momento da oficina, que é dividida em três módulos (cada módulo composto de três momentos: sensibilização, aquecimento e criação). A oficina irá resultar na criação de um zine com os poemas. Organização: Coletivo Transformação

TRANSarau
Das 18h em diante

AS TRAVESTIS DOMINARÃO O PALCO

Mona e Outros Mares
"Mona e Outros Mares são Alice Marcolino, Leonardo Fazio e Camilla Merlot. Por sonoridades transeletrônicas, estão transicionando do EP Entre Espelhos (já lançado no YouTube e no Spotify) para o primeiro álbum, ainda sem nome. No palco, corpos performam-se relações, instrumentos transbordam-se, perdem o limite entre o orgânico e o sintético, reinventam seu gênero. Falam sobre amor. E é claro que isso também rima com dor."

Alice guurl
"Travesti, preta e periférica. Alice guurl sempre expressou na arte, no corpo e nas vestimentas a realidade e vivência das travestis periféricas. Bailarina, atriz e modelo, a guurl agora raqueou e se empoderou do rap, afim de mostrar a potência, competência e qualidade da arte travesti,- um espaço que é comandado e liderado por homens cis héteros. "As coisas vão mudar", "Deus é travesti" e "Eu tenho fome" são alguns singles que estarão no EP" #AliceNoPaísQueMaisMataTravestis



Animalia
O projeto Animalia é um experimento sensorial que consiste em diálogos entre imagem, som e performance, dentre suas mais variadas vertentes, tendo como missão sócio-cultural a interação entre a diversidade das formas de co-existência, e as transições de espaço e corpo. Por meio de transições a evolução se constrói ao longo da história. em nossa vida no estado humano, transitamos entre espaços, situações, corpos. fases em alta velocidade, num espaço atual volátil e etéreo. procura-se algo, tudo se liquefaz. tato, visão, audição, confundem-se projetando em nossas mentes imagens, cenas, vultos, lembranças, conversas reais e imaginárias.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.