Header Ads

Após se negar a fazer programa, travesti Natalia Pimentel é atropelada e tem morte cerebral decretada


POR NLUCON

A travesti Natalia Pimentel, de 22 anos, é mais uma vítima da transfobia no Brasil. Ela foi atropelada no domingo (23) por um homem na região do Zero Km, Bairro Jardim Potiguar e teve morte cerebral na terça-feira (25), em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.

De acordo com uma amiga, o agressor atropelou Natalia depois que elas se negaram a fazer um programa com ele por R$17. Ele esperou elas irem para o outro lado da rua e atropelou Natalia, quando ela estava de costas. O agressor ainda deu ré e passou novamente por cima dela.

O rapaz fugiu sem prestar socorro. Natalia foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Pronto Socorro de Várzea Grande. Ela recebeu os primeiros socorros e logo foi entubada. Nesta terça-feira, teve morte cerebral decretada pelos médicos. Eles desligaram os aparelhos 24h depois da constatação da morte.

O caso foi registrado como homicídio doloso, ou seja, quando o agressor teve a intenção de matar ou assumiu esse risco. A Polícia Civil investiga o caso, mas até o momento nenhum suspeito foi identificado ou preso.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.