Header Ads

Transserviços

CFM discute incluir cirurgia de redesignação sexual nas carteiras dos planos de saúde


POR NLUCON

Algumas mudanças deve ocorrer na resolução 1955/2010, que fala sobre a cirurgia de redesignação sexual (conhecida popularmente como mudança de sexo). Isso porque o Conselho Federal de Medicina trabalha na revisão de alguns trechos da resolução.

De acordo com a coluna de Ancelmo Góis, do jornal O Globo, uma das mudanças é que haja a redução de idade mínima para a cirurgias. Ou seja, ela passa de 21 anos para 18 anos.

Outra mudança é que a Agência Nacional de Saúde Suplementar inclua o procedimento cirúrgico na carteira dos planos de saúde. Hoje, a pessoa que quer fazer a operação tem que ir para a fila do Sistema Único de Saúde, pagar ou entrar com uma ação judicial contra o plano.

O processo para que faça a cirurgia também está sendo analisado, uma vez que há reclamações sobre o protocolo, o tempo de espera e a gigantesca fila do SUS. Atualmente, cinco hospitais são habilitados para fazer a cirurgia pelo SUS.

O texto da resolução ainda está sendo elaborado, nenhum ponto está definido e deverá ser concluído no fim de julho. Depois, ele será submetido a um plenário no início do próximo semestre. O CFM consultou representantes de organizações não governamentais e integrantes do Ministério da Saúde para as mudanças.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.