Header Ads

Transserviços

Homem trans de 33 anos é assassinado a tiros no Acre; suspeitos depõem e são liberados


POR NLUCON

Gil Pereira da Costa, de 33 anos, foi assassinado a tiros no fim da tarde do dia 20 de julho em Rio Branco, no Acre. Ele estava atravessando a Quarta Ponte a pé quando foi abordado por dois homens de bicicleta que chegaram armados e dispararam duas vezes contra a vítima.

A mídia local e o Centro Integrado de Operações em Segurança noticiou o caso como sendo de uma mulher lésbica. Mas, de acordo com o Grupo Gay da Bahia, trata-se de um caso envolvendo um homem trans. Caso haja outras informações, atualizaremos a nota. 

Após os disparos, ele chegou a ser socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (o Samu), mas já estava morto. Ele foi atingido no ouvido e o outro tiro atravessou o ombro esquerdo e saiu no pescoço. Os assassinos fugiram após o crime.

O coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Rêmulo Diniz, afirma que dois suspeitos foram apontados por testemunhas e chegaram a ser escutados na delegacia. Porém foram liberados por falta de provas. Rêmulo afirma que as imagens de monitoramento devem identificar os autores.

“Como não está em flagrante, conduzimos dois cidadãos que foram apontados inicialmente como autores, mas como não há prova contra eles, vão ser ouvidos e liberados. Isso é uma questão de lei", declarou ao site EcosdaNoticia.

Nota sobre o assassinato de Gil no site GGB

Segundo testemunhas, eles assassinaram Gil em uma ponte movimentada, a queima-roupa, sem se preocupar em cobrir o rosto. “Foi um homicídio praticado com crueldade. A vítima não reagiu e mesmo assim foi executada. Isso nos levar a crer que foi uma questão particular, já a motivação dessa questão é que vai ser investigada”, declarou.

A vítima era natural de Cruzeiro do Sul e nos últimos anos vivia em Rio Branco, próximo ao local onde ocorreu o crime. Ele trabalhava como autônomo, vendendo CDs e era conhecido socialmente como Gil.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.