Header Ads

Transserviços

Társio Benício é o 1º homem trans a passar por cirurgia na rede estadual de Pernambuco


Por Neto Lucon

O Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC), complexo hospitalar da Universidade de Pernambuco, no Recife, deu um importante passo para a saúde integral da população de homens trans que procuram a rede pública. Ele realizou sua primeira cirurgia piloto para retirar o volume e masculinizar o peitoral de um homem trans.

O universitário e militante Társio Benício, de 35 anos, foi o homem trans que passou pelo procedimento do setor de mastologia na última quarta-feira (12). O médico responsável foi João Esberard, chefe de mastologia, que alegou que a técnica aureolar (ou seja, feita pela auréola do peitoral) não deixará marcas.

“A cirurgia foi tranquila. Estou me sentindo livre. É como se tirasse um peso das minhas costas, o que na verdade era um peso na minha vida. Ainda não dá para falar sobre o resultado, porque estou em recuperação e está inchado. Vai completar uma semana”, declarou Társio ao NLUCON.

Ele passou por todo o processo transexualizador exigido pela portaria (nº 1.707 e número 457, de agosto de 2008, e pela portaria  2803, de novembro de 2013.) e tem três anos de acompanhamento por equipe multidisciplinar com indicação cirúrgica. O serviço foi oferecido no Espaço de Cuidado e Acolhimento de Pessoas Trans do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco.

De acordo com o militante, ele teve contato com o médico que o operou durante a preparação do Cento Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam), da Universidade de Pernambuco). “Ele falou da técnica que poderia aplicar, a qual teria um bom resultado. E o mais importante: se mostrou muito sensível e aberto a causa trans”, frisa.

"Era um peso na minha vida. Me sinto livre"

Társio explica que a primeira cirurgia de um homem trans em uma rede pública no Recife significa a descentralização e democratização do serviço e a garantia à dignidade e cidadania plena aos homens trans. 

“Essa foi a piloto. O serviço ainda irá começar a realizar aos demais, mas toda conquista que garanta profissionais mais abertos e sensíveis é extremamente essencial. Que tenhamos mais serviços e profissionais iguais ao Dr. João. Que antes de tudo nos tratem com humanidade”, declarou.

Vale lembrar que o 
processo transexualizador é garantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que deve oferecer atendimento integral às pessoas trans, desde o nome social, hormonioterapia, atendimento psicológico a cirurgias. Para realizar a cirurgia no peitoral é necessário acompanhamento de dois anos. 

SERVIÇO

Para receber atendimento pelo Espaço Trans do HC, os interessados podem procurar uma central de marcação de consultas em seus municípios ou contatar diretamente o setor. Ele está localizado no segundo andar do bloco E do HC (Av. Prof. Moraes Rego, 1235 - Cidade Universitária, Recife), na sala 236, e funciona de segunda a sexta, das 8h às 17h. O contato é (81) 2126.3587 ou espacotranshcufpe@gmail.com

O CISAM fica localizado na Rua Visconde de Mamanguape S/n - Encruzilhada, Recife - PE, 52030-000. O contato é (81) 3182-7718 (Enfermeira Ismênia Ferrer). O e-mail é ismeniaoliveira049@gmail.com

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.