Header Ads

Transserviços

Diretor Lufe Steffen divulga filme raro com a artista travesti Claudia Wonder, A Cama do Tesão


POR NLUCON

O diretor Lufe Steffen divulgou nas redes sociais o curta “A Cama do Tesão”, que completa 17 anos e marca a história do cinema LGBT. Na obra está Claudia Wonder (1955-2010), considerada uma das mais importantes artistas travestis do Brasil.

Claudia aparece loira, em um vestidinho preto, interpretando a cantora francesa Jeanne Moreau. Sentada em um piano, ela canta “Each Man Kill the Thing He loves” enquanto os protagonistas transam na cama.

O filme marca a volta de Claudia, que vivia na Europa, ao Brasil e retomada da carreira artística. Depois, ela estrelou “Carandiru”, “Claudia Wonder International Show” e “Um quatro cinco, Disque Amizade”.

A Cama do Tesão conta a história de um rapaz que herda uma cama misteriosa, que prova vários desejos nas pessoas que se aproximam. Tem pitada de erotismo, humor e terror, que mostra o desejo em suas várias facetas. E chegou a ser exibido na Itália.

O elenco traz ainda Maria Carolina Dresslr, Juliana Sanches, Tânia Villarroel, Rodrigo Fuentes, Apollo Faria, Francisco Peres, Hugo Picchi e Ida Feldmann. A fotografia do filme é de Thiago Antunes, produção de Marcia Calazans, cenografia de Alberto Adonav, Donley Mesquita. Montagem de José Motta.



O NLUCON conversou com o diretor, que falou um pouco sobre os bastidores da obra e o contato com Claudia. Confira:


"Ela não queria dublar, queria cantar"

- Como foi o contato com a Claudia? Em 2000, fazia pouco tempo que ela tinha retornado ao Brasil, né? 

Sim, a Claudia voltou em 98 e em 99 fez umas performances no Mix Brasi na Livraria Futuro Infinito e em outros lugares. A performance era com uma roupa de couro com diversos pintos de borracha espetados para fora. Eu a conheci nessa época, fui entrevistá-la no apartamento dela na Haddock Lobo. Era a época em que ela usava um monte de dreads locks no cabelo. No começo de 2000 resolvi convidá-la para o filme.

- Tem alguma curiosidade envolvendo a Claudia e a Cama do Tesão? 


Esse foi o meu quarto curta. A ideia inicial era que ela dublasse a música Each Man Kill the Thing He Loves, que a Jeanne Moreau canta no filme Querelle, de 1982, do cineasta Rainer Werner Fassbinder. Mas eu a convidei para dublar por ignorância da minha parte, pois eu ainda não conhecia direito a trajetória dela. Achei que ela era como as drags ou outras travestis da época, que só dublavam e não cantavam. Levei um susto quando ela me disse que não iria dublar a canção no filme, e sim cantar. Pois ela sempre tinha cantado e portando não havia por que dublar.

- Ela canta ao vivo no filme? 

Ela foi para um estúdio de um amigo meu pianista, que tocou a música no piano e a Claudia cantou lindamente. Gravaram a faixa inteira. Se quiser, te passo essa faixa em áudio e você pode jogar na rede, à vontade. Aí na hora de gravar o filme, a Claudia dublou a si própria. Ou seja, a gravação que ela tinha feito e cantado.

- O filme chegou a fazer bastante sucesso na época. Chegou a gravar em outro momento com a Claudia? 


Ele foi rodado em maio e julho de 2000. Estreou em novembro do mesmo ano no 8 Festival Mix Brasil. Passou em alguns festivais, inclusive no Festival Gay de Turim, Itália. Eu queria ter trabalhado novamente com a Claudia, mas infelizmente o tempo não me deu razão.

Clique na foto abaixo e assista a obra:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.