Header Ads

Transserviços

Famoso ator pornô diz que indústria foca mais nas travestis que nas mulheres cis


POR NLUCON

O Brasil é o país que mais procura conteúdo erótico com travestis e transexuais, informou o site RedTube. E uma recente entrevista do ator pornô brasileiro Giovani Valenti ao site Inside Porn confirma que o foco na população T ocorre desde os anos 2000.

Giovani relata, por exemplo, que ganhou muito mais dinheiro protagonizando filmes com travestis que com mulheres cis. Ele gravou mais de 600 cenas para as produtoras Introduction, Sexy, Nineten, Butmman e Panteras e, após uma pausa, retoma a carreira aos 39 anos.

“A primeira vez que gravei para a Brasileirinhas foi com uma morena e depois com uma loira. Aí, o falecido diretor, o Osmar, me explicou que tínhamos que diversificar, até porque os filmes héteros (sic, com mulheres cis) estavam disponíveis apenas a cada duas semanas. Os filmes de travestis e transexuais tinham mais oportunidades”, declarou.

Giovani admite que num primeiro momento teve bastante preconceito, mas que o diretor disse: “Você não precisa ser gay para transar com travestis”. E que a partir disso resolveu estrelar vários filmes para a 

Ele afirma que os trabalhos foram muito lucrativos e que não se arrepende. “Fiz dinheiro com esses filmes. Se nos filmes héteros (sic / com mulheres cis) eu fazia uma cena a cada duas semanas, fazia quatro cenas por dia nas produções com transexuais. O Osmar tirava meu sangue”.


Porém, ainda hoje, o ator demonstra certo receio dos apontamentos e parece ter que justificar os filmes. Ele diz, por exemplo, que foi apenas ativo em todos os trabalhos e que estava interpretando. “As pessoas confundem muito isso. É um trabalho. Eu fiz um papel. Pronto. Mermão, você botou de quatro, pra mim, é uma mulher. Eu encaro dessa forma”. Tsc, tsc...

Giovani afirma que começou a carreira aos 21 anos e que chamou atenção pelo corpo musculoso e cheio de pelos. “Retomei o caminho do pornô com a Helaine (Muzy, da Redfire), depois fui para o Ricardo Renault das Panteras. Recentemente, gravei para a Casa das Brasileirinhas e estou recomeçando aos poucos. Apesar do nome, e do meu histórico no pornô, sinto que estou começando do zero”.

Vale ressaltar que homens que se relacionam com travestis e mulheres transexuais continuam sendo heterossexuais, se assim se definirem, afinal tratam-se de pessoas com o gênero feminino. E gêneros diferentes correspondem a casais heterossexuais, certo? Eles também podem ser bissexuais, pansexuais, caso se relacionem com pessoas do gênero masculino.

Vale ressaltar que ao mesmo tempo em que o Brasil é o país que mais procura conteúdo erótico de travestis e transexuais, o país é o que mais mata essa mesma população (Transgender Europe). 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.