Header Ads

Fotógrafo e modelo trans, Gael Benítez aparece todo gato em editorial da Cacete


Por Neto Lucon

A frase "ser trans é lindo" nunca esteve mais atual. Tanto que algumas grifes já começam a apostar em modelos trans cuja beleza está sendo valorizada, admirada e requisitada. Agora, é a vez do fotógrafo, modelo e estudante de jornalismo Gael Benítez posar para o editorial da marca de roupas Cacete Company.

O gato de 22 anos posou para fotos de Lucas Ávila e divulga as cuecas, camisetas e moletons da marca, elevando a beleza do homem - que neste caso é trans e beautiful - em momentos casuais.

A ideia de protagonizar o ensaio ocorreu depois que o modelo Paulo Vaz, também homem trans, fotografava para um editorial de underwear da grife. "Fiz umas fotos, os meninos da Cacete gostaram e aí marcamos um dia para o ensaio. Queria fazer algo mais cotidiano, que tem a ver com o conceito da marca".

Raphael Ribeiroproprietário da grife, contou que há bastante tempo queria incluir modelos trans nos editoriais, uma vez que a missão da Cacete é confrontar paradigmas, subverter as regras e mostrar que representatividade importa sim.

Foi por meio do fotógrafo Lucas Ávila, que já desenvolvia trabalhos com modelos trans, que ele conseguiu trazer a beleza trans para o editorial. Diante dos dois resultados belíssimos e cheios de elogios, ele garante que haverão outros ensaios com modelos trans. "Vai ter trans pra cacete sempre", garante.


TRANS PRA CACETE

Pelos comentários das fotos, o feedback do público foi super positivo: "Show", comentou um. "Caralho, que lindão", disse outro. "Assim vocês me quebram" comentou um seguidor. "Quero", "Que mara", "Lindo" são alguns dos outros comentários. 

Cada foto conta com mais de 600 curtidas, o dobro de fotos de outros ensaios publicados no Instagram. 

Gael conta que gostou muito do resultado, sobretudo por ajudá-lo a superar um período de conflitos com o próprio corpo. "Eu tô em uma época bem disfórica com meu corpo e bem inseguro com algumas questões. O ensaio me ajudou de certa forma nessa minha relação com ele", afirma ele. 

A gente só tem elogios a fazer, viu? 

VISIBILIDADE

Ele afirma que considera importante que pessoas trans de forma geral estejam no mercado de publicidade e na moda, para quebrar estereótipos dos modelos de corpos. Além de ajudarem as pessoas entenderem o que é uma pessoa trans e contribuírem para a representatividade.

Gael trabalha como fotógrafo, mas manda
muito bem como modelo
"São dois lados que se atinge ocupando estes espaços, o primeiro pra grande parte da população que é cis e que não tem nem conhecimento da nossa existência, saber dessas possibilidades de corpos e vivências. E o outro lado, que é pras próprias pessoas trans que não se sentem representadas e não encontram referências de outras pessoas trans no mercado de moda", explica.

Gael frisa que incluir pessoas trans nesses trabalhos pode ser um primeiro passo para que empresas comecem a pensar na população trans e nos corpos trans. "E, talvez, quem sabe, produzir roupas que atendam trais necessidades também".

Embora seja fotógrafo, é a segunda vez que ele atua como modelo em fotos de grande repercussão. Gael já esteve na campanha do Governo de Minas Gerais para falar sobre a transfobia. "Não acho que eu tenha as características adequadas pra ser modelo (risos). Mas se rolarem oportunidades pra empresas que não sigam os padrões, quem sabe...", declara ele.

Todos já estão desejando muitos outros convites...  

GAEL FOTÓGRAFO


Atualmente, Gael trabalha no projeto "Ser Desperto", ao lado do fotógrafo Lucas. Trata-se de fotografias biográficas com homens trans e transmasculinos mostrando seus corpos da forma que mais se sentem confortáveis. 



"Nós queremos que as fotos representem algo para quem é fotografado e para quem for vê-las. Queremos mostrar a diversidade de corpos e suas singularidades, queremos mostrar que nossos corpos são normais e que podemos mostrá-los como qualquer corpo cis", afirma. 


Confira outras fotos do editorial: 





Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.