Header Ads

Homem trans sofre ataque transfóbico e é internado em coma no Rio de Janeiro


Por NLUCON

O homem trans C. H. Brandão de Carvalho foi mais uma vítima de transfobia no início deste mês, em Duque de Caxias, Rio de Janeiro. Ele sofreu uma agressão, teve traumatismo craniano e foi encontrado em uma poça de sangue com convulsões.

Em reportagem, a irmã Helen Santos declarou que só soube da violência uma semana depois, quando ele estava na UTI do Hospital Adão Pereira Nunes. E revela que o irmão vivia sofrendo ameaças por conta de sua identidade de gênero.

“Houve outras agressões. Eram coisas ditas como, por exemplo, ‘seu lugar não é aqui’, ‘você é homem e vai apanhar como homem’. Todos os ataques que eram sofridos ele tentava mudar de local para evitar novos confrontos”, afirmou Helen.

Ela registrou um boletim de ocorrência e a Polícia Civil iniciou as investigações. Helen pede que todas as pessoas que sofrem ataques sobre a identidade de gênero, sejam ataques físicos ou verbal, denunciem. “Meu irmão não fez isso e os ataques ficaram cada vez mais agressivos. Isso não pode continuar”.

Vale ressaltar que C. H. Brandão de Carvalho teve que ser reanimado pelo corpo de bombeiros e que foi internado em coma. As maiores agressões encontravam-se na cabeça e ele precisou respirar por meio de aparelhos. Ele continua internado no Hospital Adão Pereira. Até o momento, ninguém foi preso.

De acordo com a Secretaria Estadual de Direitos Humanos, ocorreram uma denúncia de violência física ou psicológica a cada dois dias durante o primeiro trimestre de 2017. O número pode ser maior, uma vez que a transfobia não é tipificada como crime e as agressões acabam sendo referidas como "lesão corporal simples". 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.