Header Ads

Memória: Veja SP destaca trajetória do ícone travesti Claudia Wonder


Por NLUCON

A artista multimídia Claudia Wonder - conhecida como um dos maiores ícones travestis - apareceu na coluna "Quem Foi?", da revista Veja São Paulo, sete anos após sua morte aos 55 anos em novembro de 2010.

O espaço resgata histórias de personalidades paulistanas que já partiram. Ela destaca a carreira de Claudia como atriz e escritora, apontando o trabalho no Teatro Oficina, na boate Madame Satã e na militância LGBT.

"Deu palestras sobre preconceito e organizou campanhas a fim de arrecadar dinheiro para travestis em situação de rua", continua a coluna. Ela acrescenta que sua morte ocorreu pela criptococose, conhecida como a doença do pombo.

A matéria traz uma foto linda e inédita de Claudia do fotógrafo Antonio Milena. Ela aparece com um macacão vermelho e toda diva. Uma linda homenagem, que só pecou ao definir Claudia como "transexual", uma vez que ela sempre ergueu a bandeira de ser "travesti".

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.