Header Ads

“Poder ser quem você é, é libertador”, diz Ivete Sangalo sobre população trans


POR NLUCON

Ivete Sangalo participou deste sábado (19) do programa Altas Horas, da TV Globo, e defendeu que é importante falar sobre a população trans dentro de casa. Sobretudo porque é assunto que interessa a todas as pessoas.

Segundo a cantora, há muitas pessoas que dizem que a temática não existe em suas vidas, mas destacou que as travestis, mulheres e homens trans “existem dentro da sociedade” e que é um assunto “comum a todos”.

“As pessoas tem que respeitar, porque de fato existe. E no convívio com a gente, podemos ser muito mais feliz. Poder ser quem você é, é libertador”, declarou a Ivete.

Lília Cabral declarou que o abandono familiar ainda é comum na vida de uma pessoa trans e que é preciso entender para respeitar. “A novela (A Força do Querer) mostra isso: ela não tem família presente. Eles (as pessoas trans) estão sempre entre parênteses, como se não fosse necessário ser discutido”.

A atriz Carol Duarte, que dá vida ao personagem homem trans Ivana/Ivan, admitiu que pensou que o personagem poderia ter alguma rejeição. Mas que só tem recebido apoio. “Eu fiquei muito feliz que as pessoas são carinhosas, dizendo que querem que a Ivana seja feliz”.

Em outro momento, Ivete comentou sobre os crimes de transfobia: "Querer assassinar uma pessoa trans é uma tentativa de apagar um arquivo que fala sobre si mesmo. O que não se compreende é o porquê da vida desse indivíduo incomodar tanto. Por quê? Faça suas escolhas. Deixa que o outro faça suas escolhas. Viva o seu caminho".

Carol apontou que muitos crimes de transfobia são invisibilizados, uma vez que a transfobia não está tipificada como crime e que tais casos não são registrados como preconceito pelas delegacias. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.