Header Ads

"Vai ter disco e videoclipes de trans preta SIM", diz cantora Valéria Houston


Por Neto Lucon
Fotos; Rodrigo Bagaglia

A cantora Valéria Houston prepara o primeiro CD de sua carreira, "Sexo Frágil". E para ele sair finalmente do forno, ela está promovendo até o dia 30 de setembro um financiamento coletivo pelo Vakinha.com. Você pode contribuir clicando aqui.

"Essa carreira há mais de 20 anos precisa muito de um registro e um CD lindo", declarou, informando que terá um videoclipe para cada uma das 12 músicas, que vão do samba, tango, rock, pop e MPB.

A música-tema foi escrita por Valéria em parceria com Rafael Erê e Paulo Renato Nardelli. “Fala sobre um relacionamento que tive com um cara que não queria ficar comigo, mas queria que eu fosse uma bonequinha para ele mostrar como troféu para os amigos. Nãooo”, diz.

Dentre as participações mais que especiais, estarão Cláudio Lins, Filipe Catto, Simone Mazzer, Lan Lanh, Paulo Mendonça e "uma participação internacional lu-xu-o-sa da guitarrista da Beyoncé, Bibi McGill, porque a gente não é fraca", revela.

Para quem está curioso, Valéria pede para que os fãs esperem tudo. O álbum todo fala de empoderamento, orgulho de ser negra, mulher trans e libertação sexual. “Fala da nossa necessidade de ocupar tudo, como um rio que toma conta. Quero que as pessoas cis entendam e nos ouçam por meio da minha voz”, afirma.

CARREIRA

Natural de Santo Ângelo, RS, Valéria começou a cantar aos seis anos. O talento foi reconhecido numa competição da escola, que ganhou o primeiro lugar. Ainda assim, enfrentou várias piadinhas e preconceito por ser lida como um menino e ter uma voz bastante feminina.


Mas a paixão pela música e os elogios de quem escutava a fizeram persistir na carreira. Em 2000, quando foi eleita Rainha do Carnaval em Santo Ângelo, uma amiga indiciou o nome: "Você pode unir o gingado da Valéria Valenssa e a voz da Whitney Houston. Fechou", lembra.

Em 2012, o talento foi nacionalmente conhecido quando se tornou uma das semifinalistas do programa "Astros", do SBT, cantando a música "Meu Erro", na versão da Zizi Possi. Pouco depois, venceu o Festival da Canção Francesa 2012 e fez uma temporada de shows na França.

Desde então, ela canta em diversos espaços e continua somando fãs por todo o Brasil. Cantou, por exemplo, o Hino Nacional no Congresso e se apresentou no teatro mais importante do Rio Grande do Sul, o Theatro São Pedro. Também gravou o elogiado clipe da música "Controversa". Hoje é presença garantida, requisitada e lembrada no meio musical.

VALORES

Para o trabalho sair, Valéria precisa de R$ 39.000, que será utilizado para a gravação do CD, o pagamento dos músicos, estúdios, divulgação, gravação dos videoclipes, show de lançamento e todas as despesas do álbum.

Vale ressaltar que há vários prêmios para cada pessoa que colaborar, como agradecimentos, download do álbum, ingresso para show, camiseta exclusiva com foto da capa do CD, dentre outros. 

"É o meu primeiro disco, espero há muito tempo por mim e por todos que me acompanham e tá ficando lindo. Vai ter disco e videoclipes de trans preta SIM", diz ela. Então, "meus amores", como diz Valéria, é só divulgar e colaborar! Clique aqui.

Assista: 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.