Header Ads

Artistas travestis e transexuais fazem homenagem a Rogéria: "Morre uma diva"


Por Neto Lucon

Rogéria (1943-2017) sai de cena na última segunda-feira (04). Nas redes sociais, amigos, familiares, fãs e conhecidos lamentaram a morte da "travesti da família brasileira" aos 74 anos. Muitas dessas pessoas eram outras pessoas LGBT, sobretudo travestis e mulheres transexuais. 

As homenagens destacavam a trajetória artística, o espírito bem-humorado e a referência. Embora Rogéria estivesse longe de um discurso ativista, sua própria existência simbolizava a quebra de tabus.

A artista Divina Valéria, que esteve com Rogéria no documentário Divinas Divas, dirigido por Leandra Leal, divulgou uma foto de 1975 das duas na extinta revista Manchete. "Com minha queridíssima amiga. Não sei da vida dela, mas eu ainda era virgem. Uma amizade sólida, fraterna, verdadeira, sem um único arranhão. Viva Rogéria".

Jane Di Castro afirmou que foram 60 anos de amizade e que a morte de Rogéria simboliza a perda de uma parceira de vida e de palco. "Vivemos entre tapas e beijos como irmãs. Tudo passou tão rápido, mas rimos, brigamos e nos respeitávamos. A conheci quando tinha 15 anos, sonhando em sermos artistas e nunca nos separamos. Valeu a pena. Um dia nos encontraremos. Adeus Rogéria".

Marcinha do Corinto destacou que Rogéria foi uma grande professora de cena. Ela contou que quando era criança pegava um ônibus e batia na porta da Rogéria para passar a tarde com ela, Sandra Mara, Leila Rios e Cassandra Terra. "Ficava encantada com todas e Rogéria olhava para mim e dizia: 'esse viadinho bonitinho vai ser uma estrela'. Rogéria me ensinou muitas coisas que trago comigo no coração. Que Deus a receba com os braços abertos. Vou sentir saudades".

Divina Valéria e Rogéria: amizade além dos palcos
Rogéria e Jane Di Castro

Kelly Cuha divulgou várias fotos ao lado da atriz e declarou que recebeu a notícia da morte com muita dor no coração. Ela disse que Rogéria é uma grande e eterna amiga e que se destacava. "Onde você estiver, sua estrela estará brilhando com certeza, pois você sempre foi a estrela mor. Para sempre, Rogéria".

ARTISTAS DE OUTRAS GERAÇÕES

Atrizes trans e travestis de outras gerações também fizeram suas homenagens. Nany People, que nos últimos estava fazendo parceria com Rogéria em show, disse que Rogéria foi sua maior inspiração desde a adolescência, quando saía de Poços de Caldas e ia a Ribeirão Preto para assistir aos espetáculos.

"Quis tanto seguir seus passos que Deus nos fez encontrar nos Palcos! Perdi minha grande MESTRA e Inspiradora...e o Brasil a Grande Estrela locomotiva de tantas causas! Por isso... fica a certeza de que temos que nos entregar as Paixões e causas que nos motivem...a vida é rápida demais pra se naufragar em intenções e sentimentos ruins ! Descanse em Paz minha Amiga e Mestra. Você sempre será nossa #EstrelaGuia. Mais do que você imaginou!".

 A artista Leonora Áquilla divulgou uma foto com Rogéria e disse: "Descanse em paz, Rogéria. O céu está em festa. Obrigada por tudo. Te amo". O mesmo fez a modelo Lea T: "Boa viagem minha querida rainha. Você cumpriu sua missão de maneira impecável #RIP #Eternarainha #Rogéria".

A atriz Renata Carvalho - que se destacou na peça Jesus, Rainha do Céu - frisou que morria uma diva e agradeceu a trajetória de resistência. "Obrigada Rogéria por existir e resistir. Você fez política sem saber. Vá em paz, musa inspiradora". Leona Jhovs - da companhia Pessoal do Faroeste - escreveu nas redes sociais: "Que ela descanse bem. Que seja boa a passagem! A gratidão é imensurável por ela ter existido".

Kelly Cunha: "Rogéria será sempre a estrela mor"
Nany People diz que Rogéria foi sua maior inspiração

ATIVISTAS TRANS LAMENTAM

Ainda que tivesse recebido várias críticas da militância trans em vida - muito por conta das declarações conservadoras que minimizava o preconceito e ia contra a busca por políticas da população trans - era possível ver várias homenagens para a artista. A presidenta da ABGLT (Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos) Symmy Larrat disse: 

"Ninguém precisa ter a mesma vivencia, nem se enquadrar em caixinha alguma. divergências existem e são salutares. Rogéria foi Diva, eu concordando ou não com o que ela achava da vida, ela teve sua importância e merece as homenagens. Vai em paz Rogéria, quando eu chegar ai (espero que demore) a gente continua a discordar, porque como costumo dizer, não viemos pra facilitar, viemos pra confundir!".

A militante Gretta Brunet escreveu no Facebook: "Acabamos de perder a grande estrela LGBT, a atriz Rogéria fez sua viagem para outro plano... Mesmo sempre controversa , seu talento era incontestável. Descanse em paz estrela!". A estudante de jornalismo e assessora de imprensa Bárbara Aires fez sua homenagem: "E o céu ganha mais uma estrela. Grande perda pra nós... Descanse em paz Rogéria.#Rip #Rogeria #DivinasDivas".

A militante Bruna G. Benevides destacou os talentos de Rogéria e falou sobre o preconceito. "Travesti, Atriz, Cantora... Rogéria! Aquela (Travesti) que, ironicamente, todos admiravam, mas que poucos gostariam de ter (uma Travesti) na familia, como nora ou esposa. Apagaram-se as luzes. O Show terminou. #RIP".

Indianara Alves Siqueira escreveu que conheceu Rogéria em 1995 quando foi capa da Big Man Internacional e foi apresentada por um cliente amigo da atriz. Mas foi em um encontro do Grupo Pela Vidda que ela escutou um elogio marcante: "Precisamos de mais como você, você fala bem mulher. Eu sou artista, você é política". "Ela não era unanimidade. A conheci Rogéria /Astolfo ela se dizia Astolfo/Rogéria. Adeus Diva das contradições", escreveu.

Rogéria e Bárbara Aires

POEMA E VÍDEO

A militante e artista travesti Kimberly Luciana Dias - da página Mundo T-Girl - fez um vídeo em homenagem em seu canal no Youtube. No relato, Kimberly diz que Rogéria faz parte das primeiras gerações de travestis, faz parte da história brasileira. 

Assista:




Já a poetisa Paula Benett - que é assistente social e assessora, escreveu um lindo poema em Tributo a Rogéria. Finalizamos essa homenagem de todas as pessoas trans com ele. E deixamos aqui os nossos sinceros sentimentos com essa perda e a felicidade de ter existido alguém como Rogéria.

Confira:


Tributo a Rogéria
As estrelas não se apagam;
Se transformam e renascem;
E agora iluminam;
Esta doce homenagem.
O " Divinas Divas" trouxe de volta;
Todo glamour e esplendor;
Dos tempos de glória;
Da dor ao amor.
Hoje não há espetáculo;
O teatro se apagou;
Silencia os aplausos;
A cortina se fechou.
Voe como gaivota;
Para um céu de diamantes;
Hoje a terra por ti chora;
Ó Rogéria, oh! Gigante.

(PAULA BENETT)

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.