Header Ads

Cantora trans Titica faz parceria com Baiana System e leva cultura angolana para o RiR


Por NLUCON

A cantora Titica - mulher trans que faz sucesso na Angola – fez parceria com a banda brasileira Baiana System. Além de cantar e protagonizar o clipe da música Capim Guiná, elas se apresentarão na sexta-feira (22) no Rock in Rio, no Rio de Janeiro.

O encontro ocorre às 16h30 no palco Sunset. E o som mistura Brasil e África com a guitarra baiana, ragga, rap, kizomba e kuduro (que é o grande marco da carreira de Titica). Vale ressaltar que a música conta ainda com Margareth Menezes.

Na segunda-feira (18), Titica escreveu nas redes sociais que está no Brasil e está sendo muito bem recebida. “Muito obrigada pela recepção, todos que estiveram lá no aeroporto, no programa. Foi o máximo”, declarou ela, referindo-se ao programa “Encontro com Fátima Bernardes”, da TV Globo.

Na atração, ela contou que conseguiu driblar o conservadorismo angolano e que se tornou respeitada e sucesso no país por intermédio das crianças. “As crianças gostam de mim e contam para os pais, os avós. E aí os adultos passam a me respeitar também”, declarou em entrevista. Titica salienta que até cuida do palavreado para não machucar os pequenos.



Dentre seus hits estão “Procura o Brinco”, “Olha o Boneco” e “Me Beija Só na Boca”. Sua primeira grande aparição foi para o presidente e a primeira dama de Angola. “(Conquistei meu espaço) através de muita luta, muito trabalho, nunca bati de frente com ninguém. Sou diferente, mas consigo alegrar, consigo dar uma boa música”, afirmou.

Titica conseguiu também resinificar o “kuduro” , que era bastante marginalizado no país. “As pessoas da periferia afogavam as suas mágoas fazendo kuduro”. No Brasil – país que ela considera a sua segunda casa, uma vez que já viajou diversas vezes - ela promete esbanjar talento, alegria e dança. E trazer pela primeira vez a cultura angolana para o palco do Rock in Rio.

Assista ao clipe com o BaianaSystem: 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.