Header Ads

Bruno Popko é o primeiro homem trans a vencer o Mister Diversidade RS


Por Neto Lucon

Os homens trans estão cada vez mais participando - e vencendo! - dos concursos de mister em todo o Brasil. No último mês, foi a vez do analista de faturamento Bruno Popko, de 34 anos, participar do Mister Diversidade Rio Grande do Sul, na cidade Cruz Alta, e levar a faixa.

Ele concorreu ao lado de 21 concorrentes cis e convenceu o público e os jurados de que era o homem mais bonito e preparado para representar a diversidade do estado. Ao comentar sobre a importância do título, ele fala sobre a visibilidade aos homens trans. 

"Essa visibilidade tem o poder de nos abrir diversas portas para ocupar mais espaços e, quanto mais espaços a gente ocupar, mais a gente conseguir se inserir na sociedade", declarou Bruno ao NLUCON.

Durante o concurso, os misters passaram por diversas entrevistas para que, mais que beleza e desfile, o discurso seja representativo. Em sua pergunta, Bruno teve que falar sobre o espaço que a população trans vem ganhando ao mesmo tempo em que a bancada conservadora vem crescendo. Ele defendeu que a forma de lutar por respeito e inclusão é por meio da visibilidade e da informação.

"Essa é a maior arma que temos a nosso favor, a informação".

O mister revela que o dos momentos marcantes foi quando falou ser um homem trans aos jurados. "Percebi uma expressão de espanto e ao mesmo tempo de admiração no rosto deles. O jeito carinhoso com que eles me receberam me deu mais segurança para seguir no concurso", afirma ele, ressaltando que demorou para cair a ficha de que havia vencido o concurso. "Chorei muito quando ouvi meu nome ser anunciado".

ASSISTA AO VÍDEO:



PRÓXIMOS PASSOS

Com apenas um dia de mister, Bruno afirma que o assédio aumentou muito nas redes sociais. Tanto que o limite de solicitações de amizade se esgotou no Facebook em questão de horas. "Estou recebendo convites para todos tipos de eventos e sempre sou bem recebido por todos. Sempre tem gente pedindo para tirar foto comigo", diz.

Ele afirma que a busca por visibilidade por meio do concurso deu certo e que vem estimulado outros homens trans para a luta. "Um exemplo disso é o concurso de Miss e Mister Diversidade aqui da cidade de Canoas/RS, que ocorrerá no dia 18 de outubro. Mais de 50% dos candidatos inscritos até o momento na categoria Mister são homens trans".

Mas engana-se quem pensa que o título compensa apenas pelo close. Bruno faz parte do Conselho Municipal LGBT de Canonas e fundou o grupo de apoio aos homens trans chamado Os Super Homens. Eles se reúnem duas vezes por mês para debater as demandas, denúncias e próximos passos.

"Agora que estou representando o Estado do Rio Grande do Sul como Mister Diversidade, pretendo intensificar ainda mais a nossa luta por inclusão e por respeito, ocupando cada vez mais espaços onde eu possa representar à pluralidade da nossa população LGBT, incentivando as pessoas a exigirem os seus direitos, justamente pra mostrar que existe demanda dentro do nosso segmento. E buscando sempre oferecer à sociedade a maior quantidade possível de informação", afirmou o mister.




Parabéns!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.