Header Ads

Justiça derruba liminar que proibia peça com Jesus travesti em cidade de SP


Por NLUCON
Foto: Lenise Pinheiro


“Jesus Wins”, comemorou a equipe da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu”, após o Tribunal de Justiça suspender na terça-feira (3) a liminar que proibia a apresentação do espetáculo em Jundiaí, interior de São Paulo.

“Informamos que o recurso à liminar transfóbica e fundamentalista que CANCELOU nosso espetáculo em Jundiaí no último dia 15 foi deferido! A liminar foi derrubada. Estaremos em breve em Jundiaí, dando o recado da Rainha Jesús. Amém!”, diz a postagem.

O relator J.L. Mônaco da Silva, escreveu que "em razão da relevância dos argumentos expostos na minuta recursal, defiro o efeito suspensivo pleiteado pela parte agravante".

No dia 15 de setembro, o juiz Campos Júnior proibiu o espetáculo, alegando que ele é desrespeitoso e vai de encontro à fé cristã, simplesmente por ser protagonizado pela atriz Renata Carvalho, que é uma travesti. A proibição foi encarada como censura e provocou debate.

PEÇA FALA SOBRE AMOR, RESPEITO E PERDÃO

“A sentença do juiz é transfóbica. Como fala que é de mal gosto, que ofende, que estou vilipendiando símbolos religiosos se ele nem assistiu? A peça fala sobre amor, sobre perdão”, declara Renata ao NLUCON.

Escrita por Jo Clifford e dirigida por Natalia Mallo, a peça traz um Jesus contemporâneo, recontando passagens bíblicas com um texto atual, extremamente respeitoso e reflexivo.

Durante o um ano em que está em cartaz, "O Evangelho Segundo Jesus: Rainha do Céu" evoca as perguntas: “Se Jesus voltasse hoje, na pele de quem ele seria estigmatizado? E se Jesus fosse travesti?”.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.