Header Ads

Após sofrer transfobia, May Eassy dá a volta por cima como bailarina e é homenageada em comunidade


Por NLUCON

Você quer talento? Então precisa conhecer o trabalho de May Eassy, de 22 anos. Ela é bailarina, integrante da companhai de dança "Grupo Suave", no Rio de Janeiro, e uma mulher trans com muita história para contar.

May: 1,92m de puro talento
Com 1,92m, ela diz que assusta quando chega em um teste de dança pelo tamanho. Até porque, com um salto, ela acaba tendo mais de 2m, e mostra que arrasa na dança e que não sai do salto por nada.

May conta que começou a dançar na rua desde os seis anos, na Vila Cruzeiro, comunidade que pertence ao Complexo Alemão, no Rio de Janeiro. Os pais aconselharem que ela investisse em algo "que desse dinheiro", mas ela se identificava mesmo era com o balé e hip hop.

Aos 15, revelou aos pais que gostava de meninos. Aos 16, revelou ser uma mulher trans, tomando hormônios e vestidos as roupas atribuídas ao gênero feminino. Foi nesse momento que o pai, a pessoa que mais a aceitava, morreu e ela resolveu sair de casa. "Me chamavam de bichinha pão com ovo, de mariquinha. Era bem cruel", lembra ao jornal Extra.

Nas ruas, ficava na Olaria e Bonsucesso, ficando a noite toda acordada e pela manhã indo na casa de algum amigo. Até que teve a oportunidade de fazer um teste para uma companhia de dança, passar e ser acolhida por um produtor. Ela se espacializou no Passinho e acabou tendo o talento reconhecido. Posteriormente, voltou a morar com a mãe. 

Por conta do trabalho, May chegou a conhecer a França e a Alemanha. E algo que nem ela esperava é que a própria comunidade, que um dia foi transfóbica com sua identidade de gênero, passou a aplaudi-la. "Hoje todo mundo me respeita. E já fui homenageada onde moro", afirmou a artista.

Hoje, ela integra o espetáculo Cria, no Espalho Sergio Porto, no Rio de Janeiro. Segundo ela, há um combate contra a transfobia por meio da arte. "Dançar me ajudou a entender quem eu sou e ser aceita", finaliza a artista.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.