Header Ads

Após vídeo com fala racista, William Waack é suspenso do Jornal da Globo


Por NLUCON

Uma fala racista do jornalista William Waack, 65 anos, custou a bancada do Jornal da Globo. Na quarta-feira (08), a assessoria da emissora informou que Waack está afastado das funções pelos comentários "ao que tudo indica, de cunho racista".

O vídeo refere-se aos bastidores de uma reportagem ao vivo de Washington, nos Estados Unidos, no dia 9 de novembro de 2016, nas eleiçõs que deram vitória a Donald Trump.

Um motorista passa buzinando e Waack diz: "Está buzinando por quê, seu merda do cacete? Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem. De preto, né? É coisa de preto, com certeza".

Após a repercussão, o jornalista disse que não se lembra do ocorrido, apontando que o áudio está comprometido, mas pediu "desculpas àquelas que se sentiram ultrajados pela situação".

A emissora, informando ser visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações, comunicou em nota o afastamento do apresentador das funções. "William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã, iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos".

 Quem entrou foi no lugar foi Renata Lo Prete, a substituta oficial. Ela inclusive falou sobre o episódio no Jornal da Globo. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.