Header Ads

UFPB respeita estudantes trans, não-binários em formulário para mestrado e doutorado


POR NLUCON

A Universidade Federal da Paraíba deu exemplo ao incluir no último mês pessoas trans, travestis, não-binárias no formulário para mestrado e doutorado. Eles incluíram várias identidades de gênero nas fichas de inscrição do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação.

Isto é, ao invés de incluírem apenas “masculino” e feminino”, o formulário resolveu contemplar todas as pessoas. Trouxe “mulher (trans ou cis)”, “homem (tras ou cis), “gênero não-binário”, além de deixar um espaço para quem tiver outra resposta.

A pró-reitora de pós-graduação da UFPB, Maria Luiza Alencar Feitosa afirmou ao Buzzfeed que a medida foi adotada em respeito às demandas dos e das estudantes trans que estão na universidade. Ela explica que cada pessoa pode escolher a opção que se sentir contemplado, sem que elas sejam pré-direcionadas para algum aluno ou aluna.

A UFPB também incluiu a opção de nome social (o nome em que a pessoa é reconhecida socialmente, além do que está no RG), devido ao decreto de 2016, assinado pela então presidenta Dilma Rousseff. Eles também devem incluir o nome social em diplomas. “A universidade está chegando atrasada nesse processo. A universidade deveria ser vanguarda”, declarou ela.

As inscrições terminaram no último dia 3 de novembro. O processo seletivo vai até 12 de março de 2018.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.