Header Ads

Valkyria Mena é a primeira mulher trans a ser Guarda Municipal no Paraná


Por NLUCON

Valkyria Menna, de 43 anos, tornou-se notícia do portal Banda B por ser a primeira mulher trans a trabalhar (e se respeitada) como guarda municipal do Paraná. Ela atua em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba e tem o nome social garantido.

Ela trabalhava há 12 anos em São José com uma identidade masculina, mas há um ano chegou a procurar os superiores para falar sobre sua verdadeira identidade de gênero, a feminina, e solicitar o uso do nome social.

“O pessoal soube quando dei entrada no protocolo de solicitação do uso do nome social. A procuradoria do Município deu parecer dizendo que sim e como iria funcionar, a Ouvidoria da Guarda Municipal também deu o parecer e o diretor assinou autorizando o uso”, declarou ela.

Para a sua surpresa, o contato com os demais colegas permaneceu de respeito, ainda que alguns tenham dificuldade no tratamento. “Eles me respeitam, alguns já conseguem me tratar pelo nome, outros falam da dificuldade pelo tempo que me conhecem e pelo costume, e eu respeito isso deles. Pensei que seria bem pior por ser uma profissão que tem certo preconceito contra mulheres, mas isso vai ser vencido aos poucos”.

Para ela, que planeja retificar legalmente a documentação, não precisar mais se esconder é uma vitória. “Poder sem que realmente eu sou e fazer isso tirou um peso das minhas costas”. Parabéns!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.