Header Ads

BH ganha primeiro ambulatório trans da saúde pública estadual


Por NLUCON

Foi inaugurado no fim do último mês o primeiro serviço ambulatorial de assistência especializada à população trans de Belo Horizonte, Minas Gerais. A ação é do Hospital Eduardo de Menezes, da Fundação Hospitalar do Estado, em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas e Comitê Técnico Estadual de Saúde Integral LGBT.

O espaço vai prestar atendimento multidisciplinar e multiprofissional à população de travestis e transexuais que passam pelo chamado “processo transexualizador”. Ou seja, oferece serviços de endocrinologia, psiquiatria, enfermeiro, psicólogo, assistente social, clínico geral.

Inicialmente serão realizadas quatro consultas diárias: às quintas-feiras, no horário das 8h às 13h, com agendamento telefônico e pelo Sistema Nacional de Regulamentação (Sisreg). No consultório, o profissional irá desenvolver um plano terapêutico individual, de acordo com as necessidades dele ou dela.

O acompanhamento é oferecido gratuitamente a todas as pessoas que não se identificam com o gênero designado no nascimento, conforme a portaria número 1.707 e número 457 de agosto de 2008, ampliado pela portaria número 2.803 , em 2013. Todos os processos seguem as recomendações da Política Nacional de Saúde Integral LGBT. Para o trabalho, os profissionais passaram por seminários e palestras sobre identidade de gênero.

Em entrevista à Agência Minas, a representante das Mulheres Trans do Comitê Técnico de Saúde Integral LGBT, Gisella Pereira Lima, afirmou que se trata de um momento histórico. “Talvez as pessoas aqui presentes não tenham noção da importância desse serviço para nós. Ele é uma construção conjunta das instituições públicas e do movimento. O serviço representa um passo adiante, mas a luta continua. Esse é o pontapé inicial. A realidade com que nos deparamos hoje é bem mais próxima da que a gente está sonhando”, assegurou.

Este é o segundo ambulatório do Estado, cuja população trans e travesti também recebe atendimento na Universidade Federal de Uberlândia.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.