Header Ads

Paola Carosella comenta curso para cozinheiras travestis e trans: “Quem mais aprendeu fui eu”


Por NLUCON

A chefe de cozinha Paola Carosella realizou ao longo de três semanas no último mês um curso de gastronomia para 23 travestis, mulheres transexuais e homens trans, em São Paulo. A jurada do Master Chef, da Band, agradeceu a oportunidade.

Após um vídeo com as imagens do curso ser publicado nas redes sociais do Ministério Público do Trabalho, ela escreveu nessa segunda-feira (11): “E quem mais aprendeu de todas e todos fui eu. Obrigado”.

Ao todo foram nove disciplinas sobre aptidões básicas do trabalho em uma cozinha de restaurante. Uma oficina de poesia com a poeta, atriz e jornalista Elisa Lucinda e a atriz e diretora Geovana Pires também realizada para desenvolver a comunicação interpessoal e a autoconfiança do grupo.

Dentre as beneficiadas para auxiliar de cozinha estiveram integrantes do Transcidadania - projeto da Prefeitura que visa levar a população trans que deixou os estudos pelo preconceito de volta à escola com uma bolsa - e a Casa Florescer - espaço que acolhe e abriga a população travestis e trans sujeita à vulnerabilidade social.

A ação faz parte de uma estratégia para estimular a entrada da população trans e travesti no mercado formal de trabalho, uma vez que grande parte encontra dificuldade de se inserir devido ao preconceito. De acordo com a Antra, estima-se que 90% das travestis e mulheres transexuais estejam na prostituição, muitas por imposição. 

O objetivo é que todas as pessoas possam ter acesso a um trabalho decente, produtivo, em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade.

Além de Paola, o curso o curso foi promovido pelo Ministério Público do Trabalho, a OIT, o empresário Benny Goldenberg e a parceria da entidade de ensino profissionalizante Faculdade Hotec e da Txai Consultoria e Educação. Ao final, será realizada uma formatura no auditório do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Assista ao vídeo: 


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.