Header Ads

"Casa 1" ressalta talento trans, debates e oficinas na Semana da Visibilidade Trans, em SP


Por NLUCON

A Casa 1, centro de acolhida de jovens LGBT expulsos de casa e espaço cultural, divulgou neste sábado (20) a programação da Semana da Visibilidade Trans, em São Paulo. Com diversas atrações artísticas, debates, mesas e oficinas, o evento ocorre entre os dias 23 e 28 de janeiro.

Na terça-feira (23), a programação inicia às 16h com o Workshop de Discotecagem. O trabalho ocorre com a DJ Ledah Martins, talento paulistana, residente da festa PopPorn, responsável pelo som de diversas casas noturnas e que empresa a sua visibilidade em prol da luta das pessoas trans e travestis. 

Logo após, haverá a mesa “Identidade Trans e Negritude”, com Erika Hilton, Fernanda de Moraes da Silva e João Henrique Machado. Elas e ele falarão de maneira interseccional como é ser uma pessoa trans e negra num país marcado pelo racismo e a transfobia (se prepare para o debate clicando aqui e aqui). 

Às 20h, rola o pocket show de abertura com a incrível MC Linn da Quebrada, que canta e dança seus maiores sucessos com JUP e DJ Pininga, e a igualmente maravilhosa Mc Dellacroix. Vale lembrar que Linn chegou a lançar recentemente o álbum Pajubá e Dellacroix lançou o single Quebrada. 

Na quarta-feira (24), haverá às 19h uma exibição de curtas metragens protagonizados por pessoas trans e travestis. Será a primeira parceria do espaço com o Museu da Diversidade Sexual do Estado de São Paulo.

Ledah Martis, MC Linn da Quebrada, Fernanda de Moraes e João Henrique Machado


Já na quinta (25), às 16h, o debate será sobre "transfake" – ou seja, a prática histórica de atores e atrizes cisgêneros interpretarem sempre personagens trans. Participam do debate o ator Caio JadeWallace Ruy e Renata Carvalhoque abordarão ainda o manifesto “Representatividade Trans Já” (saiba mais clicando aqui).

Na sexta-feira (26), às 21h, você deve se preparar para assistir ao espetáculo LouELeo, protagonizado pelo ator Léo Moreira Sá. A obra fala sobre as vivências de Léo, desde a infância, a percepção por sua identidade trans, violações, prisão, o relacionamento com uma travesti e a saída sem perspectivas da penitenciária, mas com uma grande virada (opinião sobre o espetáculo aqui).

Sábado (27), é dia da exibição de curtas “Casa 1 e Museu da Diversidade Sexual”. Atenção: ela rola às 14h na sede do museu, no Metrô República. E às 17h, haverá a mesma Vivências Trans, com Magô Tonhon, Neon Cunha (leia matéria clicando aqui) e Convidada/o, no Galpão da Casa 1.

Encerrando a programação, no dia 28, a atriz Helena Agalenéa ministra a oficina Representatividade Literária. A atividade incentiva a produção textual representativa: que inclua de forma adequada e não estereotipada a participação de personagens transgêneros num pequeno texto.

Caio, Helena, Léo e Magô compõem a Semana da Visibilidade Trans

Todo o evento contará com a cobertura do jornalista cisgênero Neto Lucon, que possuí uma vasta produção ligada à comunidade trans e cobertura fotográfica de Bernardo Enoch e é um realização da Casa 1 com o apoio da Skol, parceira recorrente do projeto.

As atividades são gratuitas e aberta para todos e todas, sendo necessário a chegada 30 minutos antes para a participação, sujeita à lotação do espaço. O Galpão Casa 1 está localizado na Rua Adoniran Barbosa, 151, Bela Vista.

Programação completa:

23/01 | Terça-feira
16h - WORKSHOP: Discotecagem (com Ledah Martins)
19h - MESA: Identidade Trans E Negritude (com Erika Hilton, Fernanda De Moraes da Silva e João Henrique Machado,)
20h - POCKET SHOW: Mc Dellacroix e Linn da Quebrada + JUP + DJ Pininga

24/01 | Quarta-feira
19h - Exibição de curtas Casa 1 E Museu da Diversidade Sexual

25/01 | Quinta-feira
16h - MESA: TRANSFAKE (com Caio Jade, Renata Carvalho e Wallace Ruy)

26/01 | Sexta-feira
21h - TEATRO: Lou & Leo (com Leo Moreira Sá)

27/01 | Sábado
14h - Exibição de curtas Casa 1 & Museu da Diversidade Sexual (Exibição realizada na sede do museu no metrô Republica).
17h - MESA: VIVÊNCIAS TRANS (com Magô Tonhon, Neon Cunha e Convidada/o)

28/01 | Domingo
16h - OFICINA: Representatividade literária (com Helena Agalenéa)

Sobre a Casa 1

A Casa 1 é uma organização localizada na região central da cidade de São Paulo e financiada coletivamente pela sociedade civíl desde janeiro de 2017. Sua estrutura é orgânica e está em constante ampliação. Além de uma república de acolhida para pessoas LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros) expulsas de casa por suas orientações afetivas sexuais e identidades de gênero, o projeto é também um centro cultural que conta com 12 horas de programação diária.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.