Header Ads

Brasileira transexual ganha 48 mil libras de indenização após ser discriminada no trabalho em Londres


Por NLUCON

A brasileira transexual Alexandra de Souza, de 46 anos, será indenizada em 48 mil libras - ou seja 214 mil reais - por ter sofrido humilhações e transfobias no seu antigo ambiente de trabalho em Londres, Inglaterra.

Ela afirma que passou a sofrer agressões verbais em 2016, quando uma supervisora descobriu que ela é uma mulher transexual por meio da carteira de trabalho. Ela passou a chamá-la pelo nome masculino e espalhou para outros funcionários, que também a discriminaram.

"Já tinha trocado de nome em todos os documentos, menos na carteira de trabalho. Essa supervisora gostava muito de mim, até que viu o meu registro e começou a me humilhar. Isso se espalhou e minha vida virou um inferno”, contou ao Tribuna.

A ação contra a empresa foi motivada após procurar ajuda da Organização LGBT Galop e receber a indicação de uma advogada. O caso foi levado à Corte e Alexandra acompanhou o julgamento diante das pessoas que a discriminaram no trabalho.

Após ser informada da indenização, ela afirma que o mais importante não foi o dinheiro. "Sentei na frente do mal e venci. Que outras trans não se calem. Procurem as autoridades. Ninguém tem de passar por esse tipo de humilhação".

Alexandra é natural de Vitória, Espírito Santo, e foi morar em Londres há três anos para estudar.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.