Header Ads

Daniela Vega é alvo de transfobia em premiação de sua cidade natal no Chile


Por NLUCON

A atriz Daniela Vega – protagonista trans de "Uma Mulher Fantástica", vencedor do Oscar – sofreu transfobia em sua cidade natal, Ñuñoaum, distrito de Santiago na última terça-feira (06). Tudo porque o prefeito Andrés Zarhi se negou a dar a ela a premiação de cidadã ilustre.

Segundo o prefeito, que chegou a marcar a cerimônia, seria impossível dar a premiação para ela, uma vez que os documentos ainda continham um nome e um gênero masculino. “A quem estaremos entregando o prêmio? Se temos a identidade de um homem, não podemos entrega-lo a uma mulher”, disse.

No dia previsto para a primeira premiação, Daniela foi recebida pela presidenta do Chile, Michelle Bachelet. Ela chegou a criticar a legislação do país, que não permitiu que ela retificasse o nome e gênero da documentação. “Na minha identidade tem um nome que não é meu, porque ao país onde nasci não me dá a possibilidade (de mudar o prenome e gênero dos documentos). O tempo vai passando e estamos esperando”.

Após o encontro, a presidenta da Chile acelerou a PL de identidade de gênero no país. A proposta foi apresentada em 2013 na Câmara, mas ainda não foi aprovada pelo Senado.

Os munícipes de Ñuñoaum, que estavam ansiosos pela presença da atriz na cidade, lamentaram a transfobia institucional promovida pelo prefeito e chegaram a fazer outra premiação para entregar a atriz. Fizeram o Premio Comunal a las Artes (Prêmio Municipal às Artes), especialmente para Daniela.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.