Header Ads

Mulheres trans são vítimas de ataque a tiros no RJ; Alessandra da Silva morreu

Alessandra e Nayara foram vítimas de ataque a tiros

Por NLUCON

Duas mulheres trans foram vítimas de um ataque a tiros na quinta-feira (1º), em Campo Grande, Zona Oeste do Rio de Janeiro. A vítima Alessandra da Silva, de 50 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local antes de receber socorro. 

Nayara Montenegro, que também foi baleada, acabou sendo levada ao Hospital Municipal Rocha Faria. Ela levou tiros no abdomen e na coxa, passou por uma cirurgia e não corre risco de morte.

De acordo com testemunhas, elas estavam trabalhando como profissionais do sexo na Rua Amaral Costa quando um carro se aproximou e uma pessoa atirou em direção delas. Os policiais do 40º BPM e policiais civis foram acionados, mas não conseguiram chegar a tempo.

A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios, que realizou perícia no local e segue com as investigações. O G1 informou que a Ceds Rio acompanha as investigações e que ainda não sabe dizer qual foi a motivação do crime, ainda que não descarte a transfobia.

O Coordenador Nelio Georgini também declara que acompanha a recuperação de Nayara, que 
está internada na ala feminina da unidade de saúde e sendo atendida pelo nome social.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.