Header Ads

Em tempo: Regininha se tornou a primeira vereadora trans de Rio Grande, RS


Por NLUCON

O município de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, contou no último mês com sua primeira vereadora trans: Maria Regina Moraes, mais conhecida como Regininha, do Partido dos Trabalhadores.

Regininha é militante e atua na Ong ALGBT – RG. Ela disputou as eleições em 2016 e, no último mês, assumiu temporariamente a vaga do vereador Luiz Francisco Spotorno. A troca fez parte de um sistema de rodízio do partido para que outras populações e pautas sejam levantadas e representadas.

A página da Câmara dos Vereadores destacou o pioneirismo numa postagem do dia 7: "Hoje é um dia histórico, um dia de muito orgulho para todo o movimento LGBTT pelo fato de finalmente termos uma representatividade legitima. Esta posse não é da Regininha, essa posse é de cada lésbica, gay, bissexual, travestis e transexuais que são diariamente hostilizados por essa sociedade machista, sexista e lgbtfóbica. Hoje é dia de orgulho, luta e resistência".

No dia 16 de fevereiro, ela afirmou que finalizou os trabalhos na Câmara, tendo protocolado alguns projetos e indicações em benefício da comunidade riograndina, e agradeceu. "Queremos agradecer todas e todos funcionários, servidores e vereadores pela ótima recepção e pelo respeito com o qual fomos tratadas. Também, especialmente, deixar um abraço a todas e todos leitores e apoiadores que, mesmo não comparecendo pessoalmente, mostraram seu carinho pelas redes sociais, mesmo com as adversidades da vida. Beijos, e em breve voltaremos".

Vale dizer que em Porto Alegre o feito vai se repetir. A advogada Luisa Stern assumirá a cadeira no dia 7 de março, um dia antes do Dia Internacional da Mulher, e fica até o dia 9. Que esses feitos inspirem e que mostrem que a população trans e travesti pode e deve estar em todos os lugares, inclusive na política. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.