Header Ads

Daniela Vega entra na lista das 100 Pessoas Mais Influentes de 2018, da revista Time


Por NLUCON
Foto: Manuel Godoy Pareja (reprodução Instagram)


A atriz chilena Daniela Vega – a primeira atriz transexual a apresentar o Oscar em 90 anos de cerimônia - é uma das 100 pessoas mais influentes de 2018. A lista com os badalados nomes foi divulgado em uma edição especial da importante revista Time.

Neste ano, Daniela protagonizou o filme “Uma Mulher Fantástica”, no qual vive a personagem Marina, uma garçonete que enfrenta a morte do noivo e a transfobia da família dele. Por meio de uma atuação densa e sensível, teve seu nome levado e reconhecido em todo o mundo.

O filme concorreu a Melhor Filme Estrangeiro no Oscar e venceu a categoria. “Uma Mulher Fantástica” teve ainda indicações no Globo de Ouro e foi premiada no Festival Internacional de Berlim.

O texto da revista em menção à Daniela é da ex-presidenta do Chile, Michelle Bachelet, que recebeu a atriz em Santiago após o Oscar. “Daniela disse no palco: ‘Eu quero convidar você para abrir seu coração e seus sentimentos, sentir a realidade, sentir o amor’. Eu também quero convidar as pessoas a ter empatia pelos outros e a respeitá-las, porque a diversidade nos permite compreender ainda mais a humanidade”, declarou.

Outros nomes que estão na lista é do tenista suíço Roger Federer, das cantoras Jennifer López, a apresentadora Oprah Winfrey, além de políticos como o presidente dos EUA, Donald Trump, e da França, Emmanuel Macron. O patinador norte-americano Adam Rippon, o primeiro atleta que é declaradamente gay a ganhar medalha para os EUA na Olimpíada de Inverno, também apareceu na lista. O texto dele foi escrito por ninguém menos que Cher.

Vale lembrar que em 2014 a revista Time simplesmente ignorou a votação altíssima que a atriz Laverne Cox teve para estar na lista: cerca de 90%. Deixando a atriz de fora, enquanto outras celebridades cis tiveram bem menos engajamento (a atriz Amy Adams entrou mesmo com 54,3% para não estar), a publicação enfrentou uma repercussão negativa. Na edição seguinte, chamou Laverne para ser capa de uma edição histórica.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.