Header Ads

“Cantar sobre afeto e amor é algo extremamente político”, defende Liniker

Karol, Liniker, Pabllo e Gloria

Por NLUCON

A cantora Liniker, uma das mulheres trans de maior sucesso no Brasil, participou na última quinta-feira (22) do programa “Prazer, Pabllo Vittar”, do Multishow, e falou sobre representatividade, referências para o público e a importância da música como bandeira política no cenário brasileiro.

“Eu acho que usar esse nosso lugar de fala, de ter o microfone na mão e luz em cima da gente para falar das nossas causas é extremamente importante. Porque valida que, apesar de sermos pessoas em destaque, a gente resiste. A gente sai na rua e também sofre. Então poder usar esse lugar de fala que a gente tem para mostrar quão é representativa a nossa força e o que a gente tem para agregar é maravilhoso”, afirmou.

A cantora cis Karol Conka, que também participou do bate-papo, afirmou que procura trazer em suas música alguma mensagem para que as pessoas deixem de ser tão alienadas e frisou que é extremamente importante a presença de artistas que tenham essas propostas de mostrar que o diferente é normal. “Se não tiver pessoas como a gente para mostrar uma outra realidade, ou um programa como esse, as pessoas ficam bitoladas em casa achando tudo muito estranho”.

Completando o time, a drag queen Gloria Groove entonou o coro dos gays afeminados. “Eu tento passar o máximo o senso de autoestima para meu público. Eu sei como não é se sentir bom o suficiente. Então o máximo que eu puder injetar nas pessoas esse poder, que ser drag queen me proporcionou, vou fazer isso para sempre”.

Liniker revelou que muitas pessoas cobram músicas com letras de cunho político, mas ponderou dizendo que falar sobre o amor e afetividade de uma mulher trans para o grande público também é algo político.

“Às vezes as pessoas perguntam quando a minha música vai ser mais política. Mas acho que a gente falando sobre afeto, falando sobre amor é extremamente político. Porque a gente sabe o que é resistir com isso todo dia, a gente saber o que é ser preterida por ser travesti, por ser negra... Escolhi trazer na minha música aquilo que eu vivi, sensações boas que eu tive. Eu amo sim, então quero falar sobre o amor, quero falar sobre coisas que me atravessam. De fazer uma coisa que eu me sinta viva”, declarou

O programa "Muito prazer, Pabllo Vittar" é exibido às terça-feiras, às 21h, no Multishow! 

Escute abaixo três clipes de músicas empoderadoras das artistas

LINIKER:




KAROL CONKA:



GLORIA GROOVE:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.