Header Ads

Gloria Perez, Paola Carossela e Brunna Valin receberão prêmio da Parada LGBT de SP em 2018

Gloria Perez, Paola Carosella e Brunna Valin

Por NLUCON

O 18º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade, irá premiar nesta sexta-feira (01), às 19h, diversas personalidades, entidades, políticos e ações culturais que lutam em prol da população LGBT. O evento ocorre no Memorial da América Latina, em São Paulo.

Organizado pela Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, a premiação será apresentada pela artista Gretta Star e contará com 21 categorias. O público fez as indicações por meio da página da Parada e coube à diretoria da associação avaliar e considerar a contribuição em 2018.

Dentre as pessoas e trabalhos envolvendo pessoas trans está a peça teatral "Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu", encenado pela atriz travesti Renata Carvalho, vencedora na categoria Artes Cênicas. O filme cubano "Uma Mulher Fantástica", com a atriz trans Daniela Vega, levará o prêmio de "cinema internacional". A obra também levou o Oscar de "Melhor Filme Estrangeiro" neste ano.

Na categoria documentário, venceram os filmes Bicha Preta, Bixa Travestchy e Divinas Divas. Na categoria TV, serão homenageadas a autora Gloria Perez, que trouxe o primeiro personagem homem trans (Iva, vivido pela atriz Carol Duarte) na novela "A Força do Querer", da TV Globo, e a novela Malhação, que trouxe a atriz trans Gabriela Loran. Já na categoria militância venceu a militante transexual Brunna Valin, além de Ivone Gomes de Oliveira, a Gata de Rodas.

Dentre ações transfrendly, receberão prêmios de "esporte" a equipe Vôlei Bauru, que convocou com pioneirismo a jogadora transexual Tifanny Abreu na última Superliga e renovou o contrato, e de "educação" a chef de cozinha Paola Carosella, que ministrou um curso de culinária de três semanas para 23 travestis, mulheres e homens trans. 

O respeito ao nome social, a identidade de gênero e a retificação da documentação também terá relevância na premiação deste ano. Na categoria "educação" haverá uma homenagem ao MEC que aprovou o uso do nome social para estudantes trans. Em "direitos humanos", o Supremo Tribunal Federal receberá o troféu pela aprovação à retificação de nome e gênero diretamente no cartório. Por fim, na categoria "Eleitoral", o COFEN vencerá por emitir a carteira com nome social.

Homenagens póstumas a artistas e pessoas que contribuíram com os direitos humanos e visibilidade da população LGBT também marcarão a noite. Dentre elas estão as artistas travestis Cláudia Celeste, Rogéria, Layla Ken, a vereadora Marielle Franco, e os militantes Franklin Pauloti de Paiva e Gilbert Baker.


O troféu foi desenhado e doado à APOGLBT SP pelo arquiteto e jornalista Duílio Ferronato.

CONFIRA OUTROS HOMENAGEADOS
Cinema Nacional: Corpo Elétrico

Educação: Concurso Vozes Pela Igualdade de Gênero da Secretaria de
Especial: Cantor Odair José / Dorina Epps / Ramalho da Construção
Esporte: Rafaela Silva – Judoca
Imprensa: Gabriela Moreira – ESPN
Internacional: Manvendra Singh Gohil – Príncipe Indiano
Internet: Lorelay Fox
Jovens: GT da Juventude
Literatura: Espelhos e Miragens – Hanna K.
Música: Coral Câmara LGBT do Brasil / Pabllo Vittar
Publicidade: Campanha Doritos Mais cores / OMO – Comunicado Urgente para Pais e Mães
Saúde: Dr. Maravilha (Vinícius Borges)
Trabalho: UBER / Carrefour / Blend Burger e Castro Burguer
Política: Vereadora de Araraquara – Thainara Faria / Deputado Estadual Edmir Chedid

Serviço:
18º Prêmio Cidadania em Respeito à Diversidade
– Data: 01 de Junho de 2018 às 19h
– Local: Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda, São Paulo – SP

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.