Header Ads

Laerte Coutinho questiona tratamento de Silvio Santos às artistas LGBT


Por NLUCON

Depois que Gaby Amarantos repudiou os comentários considerados gordofóbicos de Silvio Santos à Preta Gil, chegou a vez da cartunista transgênera Laerte Coutinho questionar o tratamento do dono do SBT à comunidade LGBT.

Segundo a cartunista, o fato de Silvio Santos ser um dos primeiros a abrir espaço para artistas transformistas, drag queens e trans mostrarem seus trabalhos com performances musicais não tira dele o desserviço que promoveu ao longo dos anos.

"Eram atrações, como bizarrices, meio que num ambiente de circo. Você não pode esperar que Silvio Santos promova discussões profundas e objetivas sobre esses temas. Ele o Ratinho são pessoas que não estão ali para esclarecer nada. Estão ali para ganhar dinheiro e promover programas em busca de audiência. E fazem qualquer coisa para isso", declarou ao Notícias da TV.

Vale lembrar que nos shows de transformismo exibidos desde os anos 80, Silvio sempre pergunta o nome de registro das artistas, questionava se eram homens ou mulheres e nunca as tratava no gênero em que elas se identificavam (assista a um vídeo abaixo). “Trans não é mais uma caricatura. A pessoa trans é alguém real, com sentimentos reais, com direitos… ", defende Laerte. 

A declaração ocorreu quando a cartunista respondia porque topou gravar o minidocumentário Coming Out in 60 - #PRONTOSAÍ. A obra, que é exibida nos intervalos da programação da MTV, busca trazer informações sobre a população LGBT e tirar o assunto do campo sensacionalista e de preconceito, muitas vezes reforçada pela TV.

"Não acho que a sociedade esteja suficientemente esclarecida. Este país mata transexuais e travestis como moscas, é uma coisa horrorosa. E não é só a população T. Mulheres (cis) são mortas, estupradas. A violência de gênero é incrivelmente grande. Então é preciso ações positivas nessa área", declarou.

Assista vídeo:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.